'Gaza está sobre o fio da navalha', avaliou o secretário-geral da entidade, Ban Ki-moon, durante reunião na última quinta (10)

Reuters

Ban Ki-moon durante reunião de emergência do Conselho de Segurança sobre a Faixa de Gaza
Divulgação/Evan Schneider/ONU
Ban Ki-moon durante reunião de emergência do Conselho de Segurança sobre a Faixa de Gaza


O Conselho de Segurança da ONU pediu neste sábado (12) um cessar-fogo entre palestinos e israelenses e expressou grave preocupação com o bem-estar e a proteção de civis em ambos os lados.

Entenda: Tudo sobre a ofensiva em Gaza

"Os membros do Conselho de Segurança pediram a normalização situação, a restauração da calma, e reinstituição do cessar-fogo de novembro de 2012," disse o grupo de 15 membros em comunicado.

Leia mais:
Número de mortos em Gaza chega a 121
O que o Hamas pode ganhar com o conflito entre Isarel e Palestina?
Israel usa arsenal sofisticado contra foguetes palestinos obsoletos

Confira imagens dos ataques de Israel em Gaza:

Reunião do Conselho

Na última quinta-feira (10), o Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) realizou uma reunião de emergência sobre a escalada de violência entre Israel e o Hamas.

A reunião foi marcada a pedido de enviados árabes à região. A reunião também tinha sido reclamada pelos palestinos e pelos países árabes, além do próprio secretário-geral, Ban Ki-moon.

+ Conselho de Segurança da ONU faz reunião de emergência sobre a Faixa de Gaza

Gaza está sobre o fio da navalha", advertiu o secretário. “Condeno firmemente os múltiplos ataques com foguetes de Gaza para Israel. Tais ataques são inaceitáveis e devem parar.”

Ban Ki-moon informou que manteve contato com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, dirigentes egípcios, sauditas e catarenses. Ele disse que pediu a Netanyahu a "máxima contenção" e denunciou "as crescentes perdas civis em Gaza."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.