Operação Margem de Proteção desencadeou os combates mais pesados desde uma batalha de oito dias em novembro de 2012

O Exército de Israel lançou no dia 8 a Operação Margem de Proteção contra a Faixa de Gaza, território controlado pelo grupo militante Hamas, em uma ofensiva que deixou mais de 1 mil mortos, do lado palestino, e mais de 40, do lado israelense, e desencadeou os combates mais pesados entre os dois lados desde uma batalha de oito dias em novembro de 2012 . Israel diz que seu objetivo é destruir as capacidades militantes do Hamas e impedir o lançamento de foguetes.

Hoje: Premiê de Israel acusa Hamas de violar seu próprio anúncio de trégua

Saiba mais: Entenda o atual conflito entre Israel e Hamas

As tensões vinham aumentando desde um acordo de reconciliação entre o Hamas e a facção laica Fatah , que controla a Cisjordânia, e o sequestro de três adolescentes israelenses na Cisjordânia em 12 de junho. Israel acusou o Hamas de estar por trás do sequestro, embora não tenha apresentado nenhuma prova. Depois, passou a reprimir os membros do grupo na Cisjordânia e prendeu centenas. O Hamas respondeu aumentando os lançamentos de foguetes.

Veja as imagens do conflito entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza:

Entenda: Israel usa arsenal sofisticado contra foguetes palestinos obsoletos

A situação deteriorou ainda mais depois de os corpos dos três terem sido encontrados , descoberta seguida no dia posterior pelo sequestro de um adolescente palestino em Jerusalém — que mais tarde foi encontrado morto queimado , no que os palestinos acreditam ter sido uma vingança. Seis judeus israelenses foram presos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.