Polícia não divulga identidade do atirador nem das vítimas, mas a idade dos feridos varia entre quatro e 39 anos, segundo xerife

Um pai que as autoridades dizem ter atirado fatalmente em dois adultos e quatro de seus próprios filhos - uma das filhas está gravemente ferida - caiu de joelhos em sinal de rendição após impasse de três horas em subúrbio de Houston, informou a polícia nesta quinta-feira (10).

Dia 4: Polícia acusa americano de deixar filho por 7 horas em carro quente para matá-lo

Homem da equipe de resgate se prepara para colocar corpo em van após vários terem sido mortos a tiros no subúrbio em Houston, EUA
Reuters
Homem da equipe de resgate se prepara para colocar corpo em van após vários terem sido mortos a tiros no subúrbio em Houston, EUA


2013: Casal dos EUA acusado de matar filha adotiva de fome enfrenta prisão no Catar

A polícia não divulgou a identidade do atirador nem de suas vítimas. Mas de acordo com o xerife do condado de Harris, delegado Thomas Gilliland, os alvejados são dois meninos de 4 a 14 anos; duas meninas com idades entre 7 e 9; um homem de 39 anos e uma mulher de 33. O atirador e sua esposa moram fora do estado. Todas as crianças eram seus filhos - dois deles adotivos.

Gilliland disse que uma das filhas do atirador, de 15 anos, também foi baleada, mas sobreviveu, deu a polícia o nome do suspeito e onde achava que ele poderia ter ido depois de fugir do local. Isso permitiu às autoridades capturá-lo antes de ele chegar à casa de outra família.

O policial Ron Hickman, do condado de Harris, acrescentou que a violência "obviamente surgiu de uma situação doméstica que se tornou extrema, provavelmente um divórcio ou separação."

2012: Pais de crianças britânicas mortas em incêndio são acusados de homicídio

Segundo o departamento do xerife, os policiais foram chamados para atender o caso em uma casa no subúrbio de Spring, norte de Houston, Texas, na quarta a noite e encontrou dois adultos e três crianças mortos. Depois, outra criança morreu em um hospital.

As autoridades também não disseram se os adultos mortos estavam relacionadas com os filhos ou com o acusado. Gilliland disse que a adolescente estava em "estado muito crítico" em hospital de Houston.

Perseguição policial em busca do acusado levou cerca de 20 carros da patrulha policial às ruas. Depois de horas de espera e negociações, o homem saiu de seu carro, levantou as mãos e caiu de joelhos enquanto os delegados o prenderam.

Durante esse tempo, Gilliland disse que as autoridades falaram por duas horas "com um homem armado com uma pistola em direção a própria cabeça e que tinha acabado de matar seis pessoas."

Ele descreveu o homem como um homem com barba na faixa dos 30 anos. O xerife disse que quando ele e outros policiais se aproximaram do acusado, ele estava "apenas sentado em seu carro, olhando para nós."

"Tudo acabou como gostaríamos", disse Gilliland após a rendição do acusado.

*Com AP e Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.