Presidente da Ucrânia muda comando militar

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Reforma se dá depois de líder ter rejeitado novo cessar-fogo e ter retomado ofensiva total contra separatistas no leste do país

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, nomeou um novo ministro da Defesa, em uma remodelação do comando dos militares que atualmente empreendem uma ofensiva contra separatistas pró-Rússia, apesar de iniciativas para a busca de um novo cessar-fogo.

Após fim do cessar-fogo: Forças da Ucrânia atacam posições de rebeldes

AP
Presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko (D), cumprimenta o novo ministro da Defesa, Valeriy Heletey, durante sessão do Parlamento em Kiev

Dia 27: Ucrânia assina acordo comercial com a UE; Rússia fala em 'graves consequências'

Poroshenko nomeou Valery Heletey, de 46 anos, um general que chefia a segurança da administração parlamentar e da presidência, para o lugar do ministro interino da Defesa, Mykhailo Koval.

Ele também indicou o general Viktor Muzhenko, de 52 anos, um alto comandante da ofensiva militar contra os rebeldes, para o lugar de Mykhailo Kutsyn na chefia do Estado-Maior das Forças Armadas.

Em um discurso às vezes raivoso perante o Parlamento, Poroshenko pediu o endosso da nomeação de Heletey denunciando o "colapso completo" da habilidade do governo de dar suporte às Forças Armadas.

Dia 24: Helicóptero militar ucraniano é derrubado por rebeldes; nove morrem

A reforma no comando militar se dá depois de Poroshenko ter rejeitado na segunda-feira à noite um novo cessar-fogo e ter decidido retomar uma ofensiva total contra os separatistas no leste da Ucrânia, região de língua russa onde os rebeldes estabeleceram "repúblicas populares" e anunciaram sua intenção de se unir à Rússia.

*Com Reuters e AP

Leia tudo sobre: ucrâniarússia na ucrâniarússiaporoshenko

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas