China acusa de corrupção general reformado

Por Reuters | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Xu Caihou, que se aposentou da Comissão Militar Central, é o comandante militar de maior graduação a ser acusado no país

Reuters

O presidente chinês, Xi Jinping, aplicou um duro golpe em sua luta contra a corrupção nesta segunda-feira, com a expulsão do Partido Comunista de um graduado ex-comandante militar que havia chegado quase ao topo do poder na China.

2013: Tribunal chinês mantém pena de prisão perpétua para Bo Xilai

Reuters
Xu Caihou é visto quando era vice-presidente da poderosa Comissão Militar Central da China (27/10/2009)

Cenário: Apetite por luxo estimula corrupção na China

Xu Caihou, que se aposentou como vice-presidente da poderosa Comissão Militar Central no ano passado, assim como do comitê de decisões do partido, o Politburo, em 2012, é o comandante militar de maior graduação a ser acusado de corrupção na China.

Xu será entregue para corte marcial após ser acusado de aceitar subornos, disse a agência de notícias estatal Xinhua. “O partido nunca permitirá um esconderijo para elementos corruptos, os militares também nunca permitirão a elementos corruptos um lugar para se esconder”, disse a agência.

China: Cerco anticorrupção leva à morte de membros do Partido Comunista

Tanto o partido quando o Exército, segundo a agência, tinham de compreender “a longa, complicada e árdua batalha contra a corrupção, e a necessidade de a luta contra a corrupção ser colocada em uma posição mais proeminente”.

“Sob investigação, Xu Caihou tirou vantagem de seu cargo, ajudou outros a ser promovidos para posições e aceitou subornos diretamente ou através de sua família, usou sua posição para influenciar terceiros para obter lucro e membros de sua família aceitaram bens de valor de outras pessoas."

Xu está sob prisão domiciliar há meses enquanto ajudava na investigação contra Gu Junshan, investigado por corrupção desde que foi removido do cargo de vice-diretor do departamento de logística do Exército da Libertação do Povo em 2012. Gu foi acusado de corrupção neste ano.

A Reuters não conseguiu contanto nem com Xu nem com Gu para comentar sobre o caso.

O presidente Xi lançou uma ampla campanha contra a corrupção desde que assumiu a liderança do partido no fim de 2012 e a presidência do país, no ano passado, prometendo derrubar poderosos “tigres” assim como pequenas “moscas”.

Leia tudo sobre: chinacorrupçãoxi jinpingxu caihou

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas