Rouhani afirma que Teerã prestará auxílio se for requisitado: 'Não há outra opção do que confrontar o terrorismo', disse

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse neste sábado que seu país está pronto para ajudar o Iraque se requisitado, acrescentando que "não há outra opção do que confrontar o terrorismo".

CNN: Irã envia forças ao Iraque contra avanço de milícia islâmica sunita

 Presidente do Irã, Hassan Rouhani, fala durante coletiva em Teerã
AP
Presidente do Irã, Hassan Rouhani, fala durante coletiva em Teerã

Saiba mais: Leia todas as notícias sobre o avanço da milícia sunita no Iraque

Em uma coletiva, Rouhani sugeriu que militantes sunitas que tomaram o controle de cidades no norte do Iraque nesta semana estão relacionados a políticos iraquianos que perderam as eleições parlamentares em abril.

"Estudaremos se há uma demanda pela ajuda do iraque. Até hoje, nenhum pedido específico foi feito. Mas estamos prontos para ajudar dentro da lei internacional", afirmou. "A entrada de nossas forças (no Iraque) para lançar operações ainda não foi levantada. É improvável que tais condições surjam."

Sexta: Obama rejeita tropas no Iraque, mas considera opções contra insurgência islâmica

Sistani: Principal clérigo xiita no Iraque convoca fiéis a pegar em armas contra milícia

O Irã construiu vínculos políticos e econômicos próximos com o Iraque desde a invasão liderada pelos EUA que, em 2003, depôs o governo de liderança sunita de Saddam Hussein, e muitos iraquianos xiitas influentes, incluindo o primeiro-ministro Nouri al-Maliki, passaram tempo na República Islâmica. Nesta semana, o Irã suspendeu os voos a Bagdá por causa de preocupações de segurança e disse que intensificava a segurança em suas fronteiras.

Cronologia: Os fatos mais marcantes da guerra do Iraque

Depois de capturar Mosul , a segunda maior cidade do Iraque, e Tikrit , terra natal de Saddam, no início desta semana, a milícia jihadista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL) prometeu levar a batalha até Bagdá e ao centro do território xiita no sul do Iraque, local onde estão os santuários mais reverenciados dessa fé.

Quinta: Milícia islâmica sunita promete marchar sobre Bagdá, capital do Iraque

Milícia islâmica: Entenda o que é o Estado Islâmico do Iraque e do Levante

Rouhani sugeriu que o EIIL não poderia ter obtido tais ganhos sozinho, afirmando "outras questões e coordenações estão envolvidas". Acredita-se que figuras do governo deposto de Hussein, assim como outros militantes sunitas, aliaram-se à milícia islâmica em sua campanha contra o governo de liderança xiita de Bagdá.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.