Estudante e suposto atirador morrem em ataque em escola no Oregon, EUA

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Incidente em escola do ensino médio se segue a uma série de ataques em ou perto de instituições de ensino em todo o país

Um estudante e o suposto atirador morreram durante um tiroteio em uma escola perto de Portland, Oregon, informou a polícia dos EUA nesta terça-feira (10). Os oficiais disseram que a situação foi estabilizada depois de a escola ter sido esvaziada. Há indicações de que o atirador, que também seria um estudante, suicidou-se.

Segunda: Casal ataca policiais em pizzaria nos EUA e deixa cinco mortos

AP
Pessoas se consolam enquanto esperam notícias sobre estudantes de escola que foi alvo de ataque de atirador em Troutdale, Oregon

Dezembro: Tiroteio deixa feridos em escola no Colorado, nos Estados Unidos

O incidente aconteceu na Reynolds High School em Troutdale, aproximadamente a 12 km a leste de Portland, de acordo com Sue Strickland, do Departamento de Polícia da cidade. Segundo o escritório do xerife do Condado de Multnomah, os disparos foram primeiramente relatados às 8 horas locais (10 horas em Brasília).

Os estudantes relatam terem sido avisados por interfone de que havia um bloqueio e que deveriam se encaminhar em silêncio para suas salas. Os alunos estão foram retirados da escola com as mãos sobre suas cabeças para serem reunidos com seus pais no estacionamento de um supermercado.

2012: Massacre em escola primária deixa 27 mortos nos EUA

Daniel DeLong, 15, disse que viu um professor de educação física na escola com uma camiseta ensanguentada. "Estou um pouco assustado e preocupado", disse.

O incidente se segue a uma série de ataques em ou perto de escolas em todo o país. Em 5 de junho, um jovem de 19 anos e outras duas pessoas ficaram feridas quando um atirador abriu fogo em um prédio na Universidade de Seattle Pacific. A polícia afirmou que o suspeito de 26 anos não tinha nenhuma conexão com a universidade, mas aparentemente planejava matar quantas pessoas conseguisse antes de se suicidar.

O controle de armas é uma questão duramente controversa nos EUA, onde o direito ao porte de armas está previsto na Constituição, juntamente com direitos básicos como liberdade de religião e de expressão.

O plano do presidente Barack Obama de ampliar as verificações da ficha criminal na posse de armas, com propostas para o banimentos de rifles de assalto em estilo militar e limites na capacidade das munições, fracassou no Congresso no ano passado.

Isso aconteceu apesar do massacre de 20 crianças e seis adultos em um escola em Newtown, Connecticut, que chocou a nação em dezembro de 2012.

*AP

Leia tudo sobre: tiroteio em oregoneuaescolareynolds high schoolportlandhastingsstrockland

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas