Conheça as estradas mais perigosas do mundo

Por iG São Paulo

compartilhe

Tamanho do texto

Estão na lista Stelvio Pass, na Itália, com suas curvas sinuosas, e Camino de Las Yungas, na Bolívia, tida como 'Estrada da Morte'

Com 80 quilômetros que ligam a cidade de La Cumbre à região campestre dos Yungas, a estrada boliviana Camino de Las Yungas, mais conhecida como "Estrada da Morte", foi considerada a pior do mundo pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, em 1995.

O percurso inclui encostas íngremes e trechos cuja largura chega a três metros. Para piorar, chuva, nevoeiro, lama e deslizamentos de pedras são comuns no local. Esse conjunto provocou um dos acidentes mais famosos da Las Yungas: em 1983, um ônibus com mais de 100 pessoas despencou. Todos os passageiros morreram. Na beira da estrada há várias homenagens às vítimas.

Por causa dos riscos da La Yungas, o governo boliviano inaugurou em 2007 a estrada Cotapata-Santa Bárbara como rota alternativa. Muitos motoristas, porém, ainda preferem o caminho rápido e sorrateiro da "estrada da morte". 

Confira outras vias consideradas mortais:

Camino a Los Yungas, Bolívia: o local, conhecido como 'Estrada da Morte', liga La Cumbre a Yungas e é conhecido por ser muito estreito. Foto: Reprodução/YoutubeCamino a Los Yungas, Bolívia: a estrada tem até 3 m de comprimento em alguns trechos. Em 1983, acidente matou mais de 100 no local. Foto: Reprodução/YoutubeTúnel de Guoliang, China: localizado nas montanhas Taihang, província de Henan, o local é repleto de curvas e descidas íngremes. Foto: Reprodução/YoutubeTúnel de Guoliang, China: o túnel conta com cerca de 1.200 metros de longitude, até 4 metros de largura e aproximadamente 5 m de altura. Foto: Reprodução/YoutubeRodovia Panamericana, do Alasca a Argentina: a rede de estradas conecta vários países por meio de uma rota que apresenta diversos perigos. Foto: Reprodução/YoutubeRodovia Panamericana, do Alasca a Argentina: a travessia intercontinental inclui selvas, geleiras e áreas desérticas. Foto: Reprodução/YoutubePasso do Stelvio, Itália: apesar da incrível paisagem dos Alpes italianos, as curvas sinuosas e descidas íngremes tornam o percurso bem perigoso. Foto: Wikimedia CommonsPasso do Stelvio, Itália: a estrada tem 2,7 quilômetros e fica perto da fronteira italiana com a Suíça. Foto: Wikimedia CommonsCarretera Federal 1, México: a rodovia cruza a península da Baixa Califórnia, Tijuana e o Cabo San Lucas. A violência é um dos maiores perigos. Foto: Reprodução/YoutubeEstrada rumo ao vulcão Cotopaxi, Equador: enormes buracos e a má sinalização são algumas das precariedades da rodovia. Foto: Reprodução/Youtube Trecho de Arica a Iquique, Chile: embalados pela falsa sensação de segurança, motoristas acabam acelerando demais e são vítimas de acidentes . Foto: Reprodução/YoutubeTaroko Gorge Road, Taiwan: a rodovia é cheia de curvas fechadas e pontos cegos. Qualquer distração pode ser fatal. Foto: Reprodução/YoutubeTaroko Gorge Road, Taiwan: estrada passa pelo Parque Nacional de Taroko e foi erguida por meio de escavações. Foto: Reprodução/YoutubeDalton Highway, Alasca: com  666 km, a rodovia tem problemas típicos do clima gelado, como pouca visibilidade e pista escorregadia. Foto: Wikimedia CommonsDalton Highway, Alasca: além do caminho repleto de buracos e ventos fortes, grande parte da estrada atravessa o meio do nada. Foto: Wikimedia CommonsRodovia do Himalaia, Himalaia: a rede de estradas que leva às montanhas são estreitas e repletas de cascalho. Foto: Reprodução/YoutubeEstrada Skippers Canyon, Nova Zelândia: a estrada é tão estreita e sinuosa que o motorista precisa de uma licença especial para trafegar de carro. Foto: Reprodução/YoutubeEstrada Skippers Canyon, Nova Zelândia: além de estreita, a rodovia é repleta de curvas sinuosas à beira de um precipício. Foto: Reprodução/YoutubeBR-116, Brasil: a 'estrada da morte' brasileira é a segunda mais longa do País e a mais perigosa, com vias esburacadas, falta de sinalização e violência. Foto: Wikimedia CommonsA44, Reino Unido: a rodovia liga Oxford a Aberystwyth e apesar de pavimentada e bem sinalizada, tem sido responsável por várias colisões frontais. Foto: Wikimedia Commons


Leia tudo sobre: estradas perigosasboliviachilebrasileuapaquistao

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas