Conflitos se intensificaram no leste da Ucrânia desde a eleição de domingo (25); observadores europeus foram sequestrados

BBC

Rebeldes pró-Rússia no leste da Ucrânia derrubaram nesta quinta-feira (29) um helicóptero militar perto da cidade de Slovianks, matando 14 pessoas, segundo informações do presidente interino Olexander Turchynov.

Ontem: Rússia pede autorização da Ucrânia para enviar ajuda humanitária ao leste

Imagens mostram fumaça após queda de helicóptero
Sergei Esipov
Imagens mostram fumaça após queda de helicóptero


Terça: OSCE diz ter perdido contato com monitores após confrontos na Ucrânia

De acordo com Turchynov, que deixará o cargo em breve, um general foi morto no ataque. Os rebeldes teriam usado sistemas antiaéreos de fabricação russa durante o ataque. A cidade de Sloviansk tem sido palco de intensos combates entre separatistas e forças do governo da Ucrânia nas últimas semanas.

Eleito presidente da Ucrânia nas eleições do último domingo (25), o magnata que fez fortuna com chocolate, Petro Poroshenko, prometeu aumentar as operações contra os rebeldes.

Segunda: Novo presidente da Ucrânia promete restaurar controle sobre o leste do país

No começo do mês, separatistas derrubaram dois helicópteros, também próximo a Sloviansk, matando o piloto e outro militar. O conflito se intensificou desde a eleição de Poroshenko no domingo.

Os rebeldes dizem ter perdido até cem combatentes na tentativa de capturar o aeroporto de Donetsk na segunda-feira, a 130 quilômetros de Sloviansk.

Insurgentes sequestraram quatro monitores internacionais - nacionais da Dinamarca, da Estônia, da Turquia e da Suíça. O rebelde Vyacheslav Ponomaryov, que se autoproclama prefeito de Sloviansk, disse à uma agência de notícias que todos estão sendo bem tratados e poderão soltos em breve.

Veja fotos da ocupação militar russa na Ucrânia

Após ocupação: Exército ucraniano retoma controle do aeroporto de Donetsk

Um dos maiores focos de tensão, Sloviansk, na região de Donetsk, teve vários prédios públicos, inclusive a delegacia, tomados por milicianos pró-Rússia em 12 de abril. Desde então, os separatistas declararam ser parte de uma "República do Povo de Donetsk". Os homens cercaram a cidade com barricadas e postos de controle e enfrentamentos já causaram mortes.

Como muitas outras cidades no leste da Ucrânia, Sloviansk tem sua economia baseada na indústria pesada e uma população de cerca de 115 mil habitantes. A cidade fica a 100 quilômetros de Donetsk, centro administrativo da região, e a apenas 15 quilômetros de Kramatorsk.

Com cerca de 1 milhão de habitantes, Donetsk faz parte do centro econômico do país e integra o chamado "cinturão da ferrugem" da Ucrânia, com suas indústrias metalúrgicas. A cidade foi fundada em 1869 pelo empresário galês John Hughes, que explorou minas de carvão e fundou uma usina de aço. Ambas as indústrias persistem até os dias de hoje.

Operação militar: Ucrânia lança ataque com jatos contra pró-russos em aeroporto

Donetsk também é conhecida pela projeção internacional do seu time de futebol, o Shaktar Donetsk, um dos dois grande clubes do país, ao lado do Dínamo de Kiev. O Shakhtar tem tido presença constante na Liga dos Campeões da Europa.

É financiado pelo bilionário do ramo de mineração Rinat Akhmetov e tem 11 jogadores brasileiros, entre eles Bernard, atacante da seleção brasileira. O Shaktar, atual campeão ucraniano, lidera a temporada atual, que teve alguns jogos adiados e a tabela reorganizada por causa dos acontecimentos no país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.