Cão que atacou menino salvo por gata nos EUA é sacrificado

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Ataque foi sensação na web; Scrappy, uma mistura de labrador com chow chow, tinha 8 meses de idade e recebeu injeção letal

BBC

O cachorro que atacou um menino de quatro anos nos Estados Unidos salvo por uma gata foi sacrificado.

Reuters
Gata Tara fez o primeiro 'lançamento' em jogo de beisebol para crianças


Veja mais notícias do Mundo Insólito

O ataque do cachorro ao menino, seguido pela reação surpreendente da gata, foi gravado e o vídeo rapidamente se transformou em sensação nas redes sociais.

Scrappy, um cruzamento de labrador com chow chow, tinha oito meses de idade e recebeu uma injeção letal em um abrigo para animais em Bakersfield, no Estado americano da Califórnia, segundo o site de notícias TMZ.

O episódio ocorre dez dias depois que o cão mordeu e arrastou o menino Jeremy Triantafilo. A criança foi salva pela gata de estimação da família, Tara, que correu para afugentar o cachorro logo que viu a cena.

Veja outros animais que também salvaram vidas humanas

Baleia-Branca, China: Yang Yun estava mergulhando quando o frio paralisou suas pernas. Mila, então, abocanhou o membro de Yang e a levou à superfície. Foto: Reprodução/The SunGata, EUA: a felina Tara enfrentou um cão bem maior que ela para defender Jeremy Triantafilo, 4, arrastado pelo animal. Foto: Reprodução/YoutubeGata, EUA: Tara se jogou sobre o cachorro e correu atrás dele até afastá-lo de Jeremy. Depois do susto, ela ainda voltou para ver como ele estava. Foto: Reprodução/YoutubeCadela, Filipinas: a corajosa Kabang se jogou na frente de uma moto para salvar a vida de Dina e Princess, em 2011. Foto: Reprodução/YoutubeCadela, Filipinas: após perder o focinho no acidente, a mascote foi submetida a cirurgia nos EUA e voltou a Manila em 2013. Foto: Reprodução/YoutubeGolfinhos, Nova Zelândia: Rob Howes nadava com a filha e suas amigas quando os animais os cercaram, protegendo-os de tubarões que estavam na área. Foto: Wikimedia CommonsGorila, EUA: após acidente provocar a queda de uma criança em jaula do zoo Brookfield, a macaca pegou o menino em seus braços e o levou até um funcionário. Foto: Wikimedia CommonsGata, EUA: Grace George dormia quando incêndio tomou sua casa, em 2008. Ela só acordou após Boo Boo miar em sua cama. Foto: Reprodução/YoutubePapagaio, EUA: Megan Howard deixou a filha tomando café na cozinha quando ouviu a ave Willie gritar 'mama'. Ao voltar, ela salvou a criança, que havia engasgado. Foto: Wikimedia CommonsCão, EUA: Buddy salvou seu dono em 2008, quando pressionou tecla do telefone e 'chamou' a emergência após seu dono, Joe Stalnaker, desmaiar. Foto: Wikimedia CommonsCadela, Brasil: Catita largou seus filhotes e lutou contra pitbull para salvar 2 crianças no RJ, em 1999. Ela foi submetida a cirurgia. Foto: Reprodução/YoutubeCão, EUA: em 2008, o pitbull D-Boy foi alvejado 3 vezes ao perseguir os bandidos que assaltavam sua casa. Foto: Reprodução/YoutubeCão, EUA: os assaltantes acabaram fugindo sem levar nada e o animal sobreviveu aos tiros. Foto: Reprodução/YoutubeUrso, EUA: Robert Biggs acampava quando foi surpreendido por leão da montanha. Para sua surpresa, porém, um urso apareceu e afugentou o felino. Foto: Reprodução/YoutubeMula, EUA: Jolene Solomon diz ter sido 'alertada' sobre incêndio em seu rancho por meio do barulho emitido insistentemente por sua mula, Lou, em 2009. Foto: Reprodução/YoutubeCão, Chile: em 2009, Lucky subiu as escadas em chamas e mordeu o braço de Christián, 15, para 'avisar' sobre o incêndio. Ninguém se feriu. Foto: Reprodução/YoutubePapagaio, Reino Unido: em 2008, Bob gritou até acordar a dona, Francis Hall, e sua família após incêndio começar na cozinha, de madrugada. Foto: Wikimedia CommonsCão, EUA: a pequena Zoey 'atacou' cobra que tentou picar criança de 1 ano, em 2007. A cadela foi levada ao hospital por causa das picadas, mas sobreviveu. Foto: Reprodução/Youtube

Jeremy – que precisou levar pontos após o ataque – afirmou que sua gata é "uma heroína".

A mãe do menino, Erica, tinha dito à rede de TV americana NBC que o cachorro seria sacrificado caso nada pudesse ser feito para regenerá-lo.

Na semana passada, a agora famosa gata fez o "lançamento" inaugural de jogo de beisebol para crianças.

Leia tudo sobre: ataque euacaogatajeremybajersfieldscrappy

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas