Poroshenko: 'prioridade é acabar com guerra e caos causados por separatistas'

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Em campanha, ele disse a que maioria lhe tinha dado mandato para continuar um curso de integração com o resto da Europa

Reuters

Reuters
Poroshenko deve ser eleito já no primeiro turno

O magnata da confeitaria Petro Poroshenko reivindicou a presidência da Ucrânia neste domingo após seis pesquisas de boca de urna darem a ele a maioria absoluta dos votos e prometeu liderar o país ex-membro da União Soviética a um caminho europeu.

"Todas as pesquisas mostram que a eleição foi concluída no primeiro turno e o país tem um novo presidente", disse o bilionário de 48 anos que tem longa experiência no governo.

Em sua sede de campanha, ele disse a apoiadores que a maioria dos ucranianos lhe tinha dado um mandato para continuar um curso de integração com o resto da Europa, mas disse que sua primeira prioridade era viajar para o leste do país para acabar com a "guerra e caos" causado por rebeldes separatistas pró-russos.

A pesquisa indicou que o ucraniano de 48 anos de idade teve 55,9% dos votos, bem a frente da ex-primeira ministra Yulia Tymoshenko, em segundo lugar com 12,9%. 

Se o resultado for confirmado na segunda-feira (26), isso tornaria desnecessário um segundo turno no próximo mês.

Leia tudo sobre: MUNDOMUNDOUCRANIAPOROSHENKO

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas