Missão da OEA acompanhará eleições presidenciais na Colômbia

Por Agência Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Os 64 especialistas acompanharão as eleições em 24 províncias do país; campanha eleitoral foi encerrada no final de semana

Agência Brasil

Observadores internacionais da Organização dos Estados Americanos (OEA) já estão na Colômbia para as eleições presidenciais do próximo domingo (25).

Cenário: Campanha eleitoral na Colômbia é a 'mais suja' da história, segundo analistas

AP
Presidente colombiano Juan Manuel Santos e chefe da OEA, José Miguel Insulza, se cumprimentam após coletiva no palácio presidencial em Bogotá (2013)

Eleições: Denúncia abala candidato da direita na reta final das presidenciais

A missão observadora, composta por 64 especialistas nas áreas de tecnologia, segurança e financiamento de campanha, começou na quarta (21) a deslocar-se para os 24 departamentos (províncias) colombianas.

Liderada pelo ex-presidente da Costa Rica José María Figueres, a missão tem observadores de 15 países da OEA. O chefe da missão informou que até o fim desta semana deve se reunir com os cinco candidatos à Presidência, com autoridades eleitorais, líderes sociais, representantes de organismos internacionais e diplomatas residentes em Bogotá.

Figueres enviou um comunicado à imprensa informando que está acompanhando as denúncias e escândalos divulgados nas últimas três semanas na Colômbia. O candidato Oscar Zuluaga apareceu em um vídeo no qual conversa com um hacker, funcionário de sua campanha, detido por espionar o processo de paz entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e o governo.

Do mesmo modo, o presidente Juan Manuel Santos foi atingido por denúncias de que seu publicitário de campanha, JJ Rendón, teria recebido U$ 12 milhões do narcotráfico durante a campanha presidencial de 2010, quando foi eleito pela primeira vez. Entretanto, ainda não foram apresentadas provas sobre a denúncia, inicialmente divulgada pelo ex-presidente e atual senador Álvaro Uribe.

A campanha foi oficialmente encerrada no fim de semana, e agora os candidatos participam de bate-papos com internautas e entrevistas em emissoras de rádio e televisão, mas já não há comícios e grandes eventos.

Na última pesquisa de intenção de votos, divulgada no fim de semana, Santos aparecia com 28% das intenções de voto, um ponto a menos que Oscar Zuluaga, 29%. Outras pesquisas também indicaram empate técnico, com ligeira vantagem de Zuluaga. A tendência é que seja realizado um segundo turno, previsto para 15 de junho.

Cinco candidatos disputam as eleições no país. O presidente Juan Manuel Santos, que tenta a reeleição pela coalisão Unidade Nacional; Oscar Zuluaga, do Centro Democrático; Enrique Peñalosa, da Aliança Verde; Clara López, do Polo Democrático Alternativo e União Patriótica; e Marta Lucía Ramírez, do partido Conservador.

*Com informações da TV Multiestatal Telesur

Leia tudo sobre: oeamissoeseleicoes na colombiafarcgovernofigueressantoszuluagapenalosalopez

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas