Colisão de trens mata ao menos seis na Rússia

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Trem de passageiros saiu de Moscou rumo a Chisinau quando colidiu com trem de carga; causa do acidente é desconhecida

Reuters

Um trem de carga colidiu com um de passageiros perto de Moscou nesta terça-feira (20), abrindo um dos lados do vagão e matando ao menos seis.

2012: Colisão de trens deixa ao menos 25 mortos na Índia

Reuters
Pessoas veem danos após trem de passageiros colidir com trem de carga na região de Moscou, Rússia


Na Holanda: Choque entre trens deixa ao menos 125 feridos

As autoridades russas disseram que o número de mortos pode subir, já que vários vagões descarrilaram. Todas as janelas e a maior parte da lateral de um vagão foram arrancadas, disse um cinegrafista da Reuters no local.

É possível ver por meio das imagens da televisão russa passageiros saindo do trem inclinado e subindo em um barranco após o acidente.

O trem, que saiu de Moscou, estava a caminho de Chisinau, capital da Moldávia, antes da colisão em torno de 12h30 (horário local) perto da cidade de Naro-Fominsk, 55 quilômetros a sudoeste da capital russa. A causa do acidente não foi imediatamente identificada, mas uma investigação criminal foi aberta.

"Tentamos usar um freio de emergência. Nós não conseguíamos ver nada à frente, havia muita poeira. A visibilidade era zero", disse um dos condutores à agência de notícias RIA.

Um funcionário da estatal Ferrovias Russas disse a repórteres no local que cinco pessoas morreram imediatamente e uma sexta vítima morreu mais tarde no hospital.

Viktor Yatsenko, funcionário do Ministério de Emergências da Rússia, já havia dito em uma teleconferência televisionada com outros funcionários que 45 pessoas tinham ficado feridas, além dos mortos. Ele disse que 15 das vítimas estavam gravemente feridas.

Acidentes graves nos 85 mil quilômetros de estradas de ferro da Rússia são relativamente raros, mas os críticos dizem que a infraestrutura obsoleta do transporte do país, incluindo suas ferrovias, precisa urgentemente de investimento e renovação.

Leia tudo sobre: russiaacidentetrempassageiros

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas