Enchente nos Balcãs mata 37 pessoas e ameaça usinas de energia na Sérvia

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Primeiro-ministro da Sérvia afirmou que a situação na região é catastrófica; autoridades consideraram esta a pior chuva na região dos Balcãs em mais de um século

Reuters

AP
Imagem mostra área alagada em Obrenovac, a 30 quilômetros de Belgrado, na Sérvia

Soldados, policiais e moradores de aldeias lutavam para proteger as usinas de geração de energia na Sérvia em meio a enchentes no domingo, quando o número de mortos da pior chuva na região dos Balcãs em mais de um século chegou a 37.

Doze corpos foram recuperados na cidade sérvia mais atingida de Obrenovac, a 30 quilômetros a sudoeste da capital, Belgrado, mas o número provavelmente irá subir à medida que as águas baixarem.

Leia mais: Inundações deixam ao menos 20 mortos na Bósnia e na Sérvia

"A situação é catastrófica", disse o primeiro-ministro Aleksandar Vucic a repórteres.

Centenas de soldados e moradores correram para levantar barreiras de sacos de areia ao redor do perímetro da usina de energia Kostolac, a leste de Belgrado, onde um cinegrafista da Reuters disse que águas do rio Mlava, um afluente do rio Danúbio, avançavam cerca de um quilômetro.

Moradores são resgatados por barcos em Vidovice, a 200 quilômetros de Sarajevo. Foto: AP PhotoImagem captada no domingo (18) mostra área alagada em Obrenovac, a 30 quilômetros de Belgrado, na Sérvia. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: APEnchentes evacuaram milhares de pessoas e deixaram mortos na Sérvia e na Bósnia nos últimos dias. Foto: AP

Os trabalhadores da usina juntaram-se ao esforço, cavando uma estrada na tentativa de desviar águas que ameaçavam inundar minas de carvão próximas. A planta Kostolac gera o equivalente a 20 por cento das necessidades de eletricidade da Sérvia.

Aviões de carga russos transportando barcos, geradores e comida juntaram-se às equipes de resgate de toda a Europa e milhares de voluntários locais para evacuação de pessoas após o rio Sava transbordar.

As chuvas diminuíram e as águas de enchentes retrocederam no domingo em algumas das áreas mais atingidas da Sérvia e da Bósnia, mas o Sava deveria subir ainda mais, segundo previsões.

A EPS, concessionária de energia da Sérvia, disse que uma nova onda de inundação também ameaçava a maior usina da Sérvia, a Nikola Tesla, em Obrenovac.

Inundações já cortaram a geração de energia sérvia em 40 por cento, forçando o país sem dinheiro a aumentar as importações.

"Cada vez mais a água está chegando mais perto, mas por agora as barreiras de defesa de sacos de areia estão segurando", reportou a agência de notícias Tanjug citando o gerente-geral de Kostolac, Dragan Jovanovic.

Leia tudo sobre: enchentebalcãssérviabósnia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas