Conservador Juan Carlos Varela vence eleição presidencial no Panamá

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ele já estava com 39% dos votos quando 79% das urnas haviam sido apuradas; ele foi vice do ex-presidente Ricardo Martinelli

Reuters

O conservador Juan Carlos Varela - o vice-presidente do Panamá que anos atrás rompeu com o ex-presidente Ricardo Martinelli - venceu no domingo (4) as eleições presidenciais, com a promessa de atacar os abusos no poder e a desigualdade que persiste no país, apesar do boom econômico dos últimos anos.

Março: 'Ofensas são inaceitáveis', diz Panamá após Venezuela romper relações com o país

Reuters
Juan Carlos Varela, que foi vice no governo anterior, venceu as disputas presidenciais no país (4/05)


2013: Panamá libera maioria de norte-coreanos em caso de contrabando de armas

Varela, empresário de 50 anos, garantiu que manterá o rumo econômico que fez do Panamá um dos países com maior expansão no continente. Ele estava com 39% dos votos quando já tinham sido apuradas 79% das urnas.

A tendência é irreversível, disse o presidente do Tribunal Eleitoral, Erasmo Pinilla, que durante uma entrevista à imprensa telefonou para Varela, do Partido Panamense, para lhe dizer que tinha ganho a eleição. Seus rivais reconheceram a derrota.

Embora as pesquisas o apontassem em terceiro lugar, Varela superou o rival do partido governista Mudança Democrática, José Domingo Arias, que estava com 31,99% dos votos, e o do Partido Revolucionário Democrático, de centro-esquerda, Juan Carlos Navarro, com 27,65%.


Leia tudo sobre: eleicoes no panamapresidentepinillanavarroariasvarela

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas