Três artistas estão internadas em estado crítico, afirma hospital de Rhode Island; estrutura de metal rompeu em apresentação

Artistas ficam com os cabelos pendurados para apresentação aérea no Ringling Brothers and Barnum e Bailey Circus, em Providence, EUA (2/05)
AP
Artistas ficam com os cabelos pendurados para apresentação aérea no Ringling Brothers and Barnum e Bailey Circus, em Providence, EUA (2/05)

Investigadores informaram que o rompimento de uma braçadeira pode ter causado a queda de oito acrobatas circenses - entre elas, brasileiras - durante performance nos Estados Unidos, como afirmou uma autoridade nesta segunda-feira (5).

"Nós identificamos que uma braçadeira que as mantinha presa no teto rompeu”, disse o comissário de segurança pública de Providence, Rhode Island, Steven Pare, um dia depois da estrutura de suporte desabar durante apresentação do circo Ringling Brothers and Barnum & Bailey, no domingo (4).

As artistas Dayana Costa, Julissa Segrera e Stefany Neves estão internadas em estado crítico, de acordo com porta-voz do Rhode Island Hospital. Viktoriya Medeiros e Viktorila Liakhova estão em estado delicado, enquanto Samantha Pitard, Svitlana Balanicheva e Widny Nevas apresentam bom estado.

2013: Acrobata do Cirque du Soleil cai em show e é hospitalizado em Las Vegas

Vários artistas no solo também ficaram feridos, mas não tiveram seus estados clínicos divulgados. Nenhuma das lesões, porém, provoca o risco de morte, de acordo com Stephen Payne, porta-voz da Feld Entertainment, a empresa criadora da Ringling Bros..

A performance faz parte do espetáculo 'Legends', durante o qual artistas se transformam em uma espécie de "candelabro humano" usando seus cabelos. Oito dos feridos eram membros da mesma trupe de circo, e vieram dos Estados Unidos, Brasil, Bulgária e Ucrânia, de acordo com o site do circo.

"Eles realizam esse ato muitas vezes. Infelizmente esta braçadeira falhou. Estamos analisando, vendo porque isso aconteceu para garantir que não aconteça no futuro", explicou Pare ao WPRO.

Investigadores da Administração Segura e Saudável estão investigando o acidente, juntamente com as autoridades locais. O acidente foi relatado cerca de 45 minutos após o início das performances pelo circo na manhã de domingo, no Dunkin' Donuts Center. Ele foi testemunhado por plateia de cerca de 3.900, composta principalmente por crianças.

Assista a vídeo do momento do acidente:

Veja: Maior incêndio do Brasil deixou 503 mortos no Gran Circo Americano

Payne disse que o aparelho de metal-frame a partir do qual os artistas estavam pendurados caiu de uma altura entre 7 e 12 metros. Roman Garcia, gerente geral do show Legends, pediu às pessoas para orar pelos artistas.

"Todas estão indo bem, estão no hospital, conscientes, estão indo muito bem", disse ele no Centro de Dunkin 'Donuts menos de duas horas após o acidente.

Payne disse que Kenneth Feld, presidente-executivo da Feld Entretenimento, e sua filha Nicole, produtora do circo, voaram para Providec na noite de domingo e foi ao hospital visitar com os artistas.

Vídeo feito por membros da apresentação mostram o momento da performance: uma cortina cai a fim de revelar vários artistas pendurados em um aparelho suspenso acima deles. Segundos mais tarde, quando começam a realizar a performance, as acobratas caem, e o aparato de metal cai sobre elas.

Rosa Viveiros, que assistia ao show com seu marido, o neto de 6 anos e sobrinha de 9, disse que viu o momento da queda das artistas e reparou quando um homem se levantou com o rosto ensanguentado. As acrobatas permaneceram imóveis.

"Nós achamos que era parte do espetáculo", disse seu marido, Joe.

Uma artista performática aérea da Ringling Bros foi morta em 2004, em Minnesota, quando fazia um giro de 9 metros no ar em chiffon longos e o material cedeu.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.