No Paquistão, escola batiza biblioteca com nome de Bin Laden

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

A escola é ligada à Mesquita Vermelha, conhecida por sua suposta ligação com movimentos islâmicos radicais

BBC

Um seminário islâmico para mulheres em Islamabad, capital do Paquistão, rebatizou sua biblioteca com o nome de Osama Bin Laden, em homenagem ao ex-líder da Al-Qaeda.

BBC
Porta-voz da escola disse que nome homenageia aquele que teria sido 'um herói'

A escola, a madrassa Jamia Hafsa, é ligada a uma famosa mesquita, a Mesquita Vermelha, conhecida por sua suposta ligação com movimentos islâmicos radicais.

Um documento pregado na entrada da biblioteca chama Bin Laden, morto por uma comando especial dos Estados Unidos em 2011, de "mártir".

Um porta-voz da escola disse que o novo nome seria uma homenagem a Bin Laden, que teria sido "um herói".

A repórter da BBC em Islamabad Shumaila Jaffrey conta que não há cadeiras ou mesas na biblioteca - apenas dois computadores no chão.

Ela está localizada em um grande complexo no coração de Islamabad. A biblioteca tem cerca de 2 mil livros, todos eles ligados ao islamismo. São livros sobre sharia (a lei islâmica), jihad (a "guerra santa") e interpretações do Corão em árabe, urdu e inglês.

Leia tudo sobre: biblioteca Bin LadenPaquistão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas