Manifestantes pró-Rússia invadem prédio do governo no leste da Ucrânia

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ministro do Interior da Ucrânia acusou o presidente russo, Vladimir Putin, de estar por trás da tomada de prédios estatais e prometeu que a polícia vai restaurar a ordem de forma pacífica

Reuters

Dúzias de manifestantes pró-Rússia invadiram neste domingo (6) um prédio do governo regional, em Donetsk, ao leste da Ucrânia, e içaram uma bandeira da Rússia.

Cidade do ex-presidente pró-Rússia Viktor Yanukovich, Donetsk, cuja maioria da população fala a língua russa, viu a tensão aumentar depois da deposição do ex-chefe de estado e da instalação de um governo pró-Europa em Kiev.

O leste manteve-se como o centro das tensões entre Ucrânia e Rússia, após a saída de Yanukovich do poder e o território da Criméia ter sido anexado pela Rússia.

Manifestantes pró-Rússia invadiram um prédio administrativo em Donetsk neste domingo e içaram uma bandeira da Rússia no segundo andar. Aproximadamente 1,5 mil protestantes que estavam em volta do prédio aplaudiram, gritando "Rússia".

Um repórter da Reuters disse que cerca de 500 policiais assistiam o protesto sem inteferir.

O ministro do Interior da Ucrânia, Arsen Avakov, acusou o presidente russo, Vladimir Putin, de estar por trás da tomada de prédios estatais e prometeu que a polícia vai restaurar a ordem de forma pacífica.

Ele também acusou o presidente deposto da Ucrânia de conspirar com Putin para alimentar tensões na região.

"Putin e Yanukovich ordenaram e pagaram pela última onda de desordem separatista no leste do país. As pessoas que se reuniram não são muitas mas são bastante agressivas", disse Avakov em comunicado em sua página no Facebook.

"A situação voltará a ficar sob controle sem derramamento de sangue. Essa é a ordem para agentes da lei, é verdade. Mas a verdade é que ninguém vai tolerar pacificamente a ilegalidade dos provocadores", disse ele.



Leia tudo sobre: MUNDOUCRANIAINVADEMPREDIO

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas