Mostra revela tesouros arquitetônicos escondidos em Nova York

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Obras do arquiteto espanhol Rafael Guastavino, datadas do fim do século 19 e início do século 20 podem ser vistas pela cidade

BBC

Os arcos em tijolo criados pelo arquiteto e construtor espanhol Rafael Guastavino ajudaram a moldar a identidade arquitetônica de Nova York.

Obras: Os anos 30 sob o prisma da arquitetura

Michael Freeman
A estação de metrô City Hall, de 1904, é considerada um dos projetos mais espetaculares de Guastavino.


Vídeo: Imagens aéreas mostram dimensão de buraco em museu dos EUA

Muitas de suas criações podem ser vistas em marcos históricos e turísticos da cidade, como o salão de registro de Ellis Island (porta de entrada para os imigrantes que chegavam aos Estados Unidos até a metade do século passado), o Oyster Bar na estação de trem Grand Central ou a Catedral Anglicana de São João, o Divino.

A obra e o legado de Guastavino, que entre o fim do século 19 e o início do século 20 deixou sua marca em cerca de mil construções nos Estados Unidos, mais de 250 delas em Nova York, são tema da exposição "Palaces for the People: Guastavino and the Art of Structural Tile" ("Palácios para o Povo: Guastavino e a Arte do Tijolo Estrutural", em tradução livre), em cartaz no Museum of the City of New York.

"Esta exposição conta a história extraordinária de uma família de imigrantes que literalmente ajudou a moldar a face de Nova York", diz a diretora do museu, Susan Henshaw Jones. "Quando caminham pelas ruas de nossa cidade, as pessoas geralmente não notam os tesouros arquitetônicos escondidos em prédios de escritórios, parques e até estações de metrô", diz a diretora do museu", afirma.

A foto mostra a escadaria da capela de St. Paul, na Universidade de Columbia, de 1907.. Foto: Michael FreemanA estação de metrô City Hall, de 1904, é considerada um dos projetos mais espetaculares de Guastavino. Foto: Michael Freeman Acima a Igreja de Riverside, em Manhattan, de 1930. Foto: Michael FreemanA foto mostra o teto da Catedral Anglicana de São João, o Divino, de 1909. Foto: Michael FreemanAcima, a sala Della Robbia do Vanderbilt Hotel, de 1912, onde hoje funciona o restaurante Wolfgang's Steakhouse. Foto: Michael FreemanO Oyster Bar, na estação Grand Central, Manhattan, de 1912, é exemplo da durabilidade das obras do arquiteto. Um incêndio em 1997 estragou tijolos, mas não comprometeu a estrutura. Foto: Michael FreemanNa foto, o mercado embaixo da Queensboro Bridge, ponte que liga Manhattan ao Queens. Foto: Michael FreemanPavilhão no Prospect Park, no Brooklyn, de 1906. Foto: Michael FreemanAcima, a “Elephant House” do Zoológico do Bronx, de 1908. Foto: Michael FreemanA exposição fica em cartaz até 7 de setembro. Foto: Michael Freeman

Nascido em Valência e com a carreira iniciada em Barcelona, o espanhol Guastavino chegou a Nova York ao lado do filho mais novo, Rafael Jr., em 1881.

Na bagagem, trouxe uma centenária técnica de engenharia mediterrânea, aperfeiçoada por ele, que consistia em arcos de tijolo dispostos em um padrão que combinava resistência, leveza e beleza, além de ser à prova de fogo – grande preocupação nas cidades americanas na época.

Sua técnica logo chamou a atenção de importantes escritórios de arquitetura, que começaram a disputar os serviços de pai e filho em um momento em que o país via uma explosão no número de novas construções.

A mostra em Nova York, em cartaz até 7 de setembro, reúne projetos da empresa de Guastavino nunca antes expostos, fotos históricas e imagens atuais de suas obras.

Há também um vídeo que permite ao visitante explorar as construções do arquiteto e uma réplica de um arco em tijolo, oportunidade rara de examinar os detalhes da estrutura.

O museu convida ainda moradores e turistas a ajudar a descobrir obras de Guastavino espalhadas por Nova York, que estão sendo reunidas em um banco de dados no site http://palacesforthepeople.com/projects/.

Leia tudo sobre: guastavinonova yorkarquiteturaobrascidadeeua

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas