Número de refugiados sírios no Líbano ultrapassa 1 milhão, segundo a ONU

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Organização analisa número como 'marco devastador'; 2,5 mil novos refugiados vindos da Síria chegam ao território por dia

Um adolescente da região central da Síria tornou-se o milionésimo refugiado do país a se registrar no Líbano nesta quinta-feira (3), um "marco devastador" para o pequeno país árabe, com cerca de 4,5 milhões de pessoas, informou agência de refugiados da ONU.

2013: Onda de refugiados sírios pressiona tecido social e econômico de países vizinhos

AP
Famílias sírias esperam sua vez para serem registrados em comissão da ONU para refugiados na cidade de Tripoli, Líbano


Violência: Refugiados sírios despertam no Líbano dolorosa memória de crises

Inscrito para receber ajuda humanitária, Yahya, 19 anos, contou sua longa provação. Depois de ter sido preso pelos combates há mais de dois anos em sua cidade natal, Homs, ele conseguiu deixar a região no início deste ano e viajou para Yabroud, cidade próxima da fronteira libanesa, que logo veio a ser esmagada por ofensiva do governo.

Quando ficar ali já não era mais uma opção, ele cruzou a fronteira para o Líbano com a mãe e duas irmãs no dia 8 de março. Nesta quinta, Yahya foi registrado no centro do ACNUR, Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados da ONU, na cidade libanesa de Trípoli.

Crianças: Cresce trabalho infantil entre refugiados sírios no Líbano, diz Unicef

"Nós não sabíamos para onde ir. Nós só queríamos ficar longe de todos os bombardeios e combates", disse ele, dando apenas seu primeiro nome por medo de possíveis represálias contra seus parentes na Síria.

Três anos após o conflito sírio começar, o Líbano tornou-se o país com a maior concentração per capita de refugiados registrados em todo o mundo na história recente, de acordo com o ACNUR.

"O número de refugiados vindos da Síria para o vizinho Líbano ultrapassou 1 milhão hoje", diz o comunicado da agência.

Como resultado, o Líbano está lutando para lidar com uma crise enorme que se tornou um desafio sem precedentes para as agências humanitárias. Junto com a pressão social e econômica dos refugiados, a guerra da Síria também tem sido derramada muitas vezes sobre o Líbano, com confrontos entre facções que apoiam lados opostos da luta no país vizinho.

Militantes do grupo xiita libanês Hezbollah estão lutando ao lado das forças do presidente Bashar Assad na Síria, enquanto muitos entre a população sunita do Líbano apoiam os rebeldes que tentam derrubá-lo.

Para o ACNUR, os 1 milhão de sírios são um enorme fardo para o Líbano, que tem uma população de 4,5 milhões. A agência registra 2,5 mil novos refugiados sírios no Líbano por dia - mais de uma pessoa por minuto.

Além dos refugiados registrados, há dezenas de milhares de outros refugiados da Síria que não estão registrados e as autoridades libanesas estimam que esse número não registrado pode ser tão alto quanto 400 mil.

"O fluxo de um milhão de refugiados seria enorme para qualquer país. Para o Líbano, uma pequena nação assolada por dificuldades internas, o impacto é impressionante", disse António Guterres, Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, em comunicado. "O Líbano abriga a maior concentração de refugiados na história recente."

*Com AP

Leia tudo sobre: refugiados da sirialibanorefugiadosonuguterresacnur

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas