Após ler sermão, pontífice deveria ter ouvido confissões dos fiéis comuns, mas resolveu fazer primeiro sua própria confissão

Reuters

O papa Francisco surpreendeu seu próprio mestre de cerimônias nesta sexta-feira ao confessar seus pecados a um sacerdote na Basílica de São Pedro.

Obama ao papa Francisco em visita ao Vaticano:  Sou seu grande admirador

Papa Francisco confessa na Basílica de São Pedro, Vaticano
AP
Papa Francisco confessa na Basílica de São Pedro, Vaticano

Um ano de papa: Francisco desafia paróquias a adotar sua proposta de simplicidade

O papa presidia uma missa para mostrar a importância que ele atribui ao sacramento da reconciliação, comumente conhecido como confissão.

Depois de ler um sermão, ele deveria ter ido a um confessionário vazio para ouvir confissões dos fiéis comuns, enquanto cerca de 60 sacerdotes espalhados ao redor da enorme igreja faziam o mesmo.

Seu mestre de cerimônias, monsenhor Guido Marini, apontou a cabine vazia ao papa, mas Francisco foi direto para outra, ajoelhou-se diante de um sacerdote surpreso e confessou a ele por alguns minutos.

O papa, então, voltou para a cabine vazia e ouviu as confissões de um número de fiéis. Francisco se confessa regularmente, mas em privado.

Veja imagens da visita do papa Francisco ao Brasil no ano passado :


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.