Egito: Manifestantes protestam contra candidatura de ex-militar que depôs Morsi

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Centenas saíram às ruas no Cairo e outras cidades. Violência deixa 4 mortos, incluindo jornalista atingida por tiro na cabeça

Centenas de partidários do presidente deposto Mohammed Morsi saíram às ruas nesta sexta-feira para protestar contra a decisão do ex-chefe militar do Egito de concorrer nas eleições presidenciais, desatando confrontos que deixaram ao menos quatro mortos.

Quarta: Chefe militar renuncia ao Exército para disputar presidência do Egito

AP
Partidários do líder deposto Mohammed Morsi marcham no Cairo, Egito

Hoje: Egito ordena novo julgamento em massa de 919 membros da Irmandade Muçulmana

O ex-chefe militar Abdel-Fattah el-Sissi derrubou Morsi em julho depois de milhões participarem de manifestações reivindicando sua renúncia. Sissi renunciou ao Exército e fez seu anúncio há muito esperado lançando sua campanha presidencial na quarta-feira. Espera-se que ele ganhe de lavada.

As marchas desta sexta-feira aconteceram em várias cidades, incluindo áreas dentro e ao redor da capital Cairo e na cidade de Alexandria, no norte do país. Manifestantes tentaram bloquear com pneus em chamas no Cairo uma estrada principal que leva às famosas pirâmides de Giza, e estudantes da universidade islâmica de Al-Azhar jogaram pedras e coquetéis Molotov contra as forças de segurança.

Entre os mortos estão a jornalista Mayada Ashraf, que morreu enquanto cobria os confrontos no distrito de Ain Shams, a leste do Cairo. Mohammed, manifestante de 39 anos, estava no local e disse que Ashraf foi atingida com um disparo na cabeça de forças de segurança que usavam munição real. Ele deu apenas seu primeiro nome com medo de retaliação.

Mas Hani Abdel-Latif, um porta-voz do Ministério do Interior, culpou a Irmandade Muçulmana pelas mortes desta sexta. Ele disse que manifestantes armados abriram fogo indiscriminadamente, deixando três mortos, e esfaquearam até a morte uma cristã.

Autoridades prenderam dezenas de partidários de Morsi nos protestos no Cairo, Giza, Mansoura e Minya nesta sexta-feira, de acordo com funcionários de segurança.

Dezenas de partidários de Sissi se manifestaram em Alexandria e Cairo nesta sexta, segurando bandeiras egípcias e levantando pôsteres com seu retrato.

*Com AP

Leia tudo sobre: egitosissimundo árabeprimavera árabemorsi

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas