Angelina Jolie participa de ação contra violência sexual na Bósnia

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Atriz estava acompanhada do ministro das Relações Exteriores britânico, William Hague. Ambos assistiram à uma conferência

A decisão da Bósnia em incluir a prevenção da violência sexual no treinamento militar é "inovador" e deve se tornar padrão para as missões de paz da ONU, de acordo com o ministro das Relações Exteriores britânico, William Hague, e Angelina Jolie, nesta sexta-feira (28).

Fevereiro: Manifestações antigoverno se espalham pela Bósnia

AP
Angelina Jolie e o ministro das Relações Exteriores britânico, William Hage, chegam à Sarajevo, Bósnia, para conferência sobre estupro


Violência: Bósnia lembra os 20 anos da guerra e do cerco a Sarajevo

"O estupro na zona de guerra tem sido um tabu em todos os países. Vocês estão ajudando a quebrar esse paradigma", afirmou Angelina ao surgir, acompanhada por Hague, na conferência sobre violência sexual em guerra organizada em Sarajevo pelo Ministério da Defesa bósnio.

Hague disse ainda que o estupro foi usado como uma maneira devastadoramente eficaz para aterrorizar e deslocar a população e está fazendo vítimas atualmente na Síria, República Centro-Africano e no sul do Sudão.

Para Angelina, o treinamento foi especialmente importante para as patrulhas das forças de paz porque "pode ​​significar que as mulheres já não precisam mais escolher entre sair de casa para apanhar lenha e água e sofrer o risco de ser violentada, ou ver seus filhos passarem fome."

Junto a Hague, a atriz norte-americana lançou uma campanha global há dois anos para combater a violência sexual em conflitos armados, pôr fim à impunidade aos autores desse crime e dar apoio às vítimas. Até agora, 141 países apoiaram a iniciativa.

Confira galeria de fotos sobre o encontro

O ministro das Relações Exteriores britânico, William Hague, e Angelina Jolie chegam para conferência sobre estupro na Bósnia. Foto: APAngelina Jolie, acompanhada do ministro de Relações Exteriores britânico, William Hague, 2º à dir., em Sarajevo, Bósnia. Foto: APAngelina Jolie acompanha os depoimentos de mulheres que já sofreram estupro, em conferência na Bósnia. Foto: APAngelina Jolie acompanhou o ministro das Relações Exteriores britânico, William Hague, na Bósnia. Foto: APAngelina Jolie foi a conferência sobre estupro em Sarajevo, Bósnia. Foto: APO ministro das Relações Exteriores, William Hague, e Angelina Jolie na Bósnia. Foto: AP

2010: Restos de vítimas da guerra da Bósnia são encontrados em lago

Mais de 50 mil mulheres foram estupradas entre 1992 e 1995 na guerra da Bósnia. As vítimas moveram ação judicial contra crimes de guerra na ONU, o que resultou em estupradores sendo colocadas atrás das grades pela primeira vez na história.

Mais tarde, Angelina e Hague conheceram viúvas e mães de vítimas do genocídio em Srebrenica - a cidade bósnia onde as forças sérvias mataram mais de 8 mil homens e meninos muçulmanos em 1995. Jolie saiu da reunião chorando.

Leia tudo sobre: joliehaguegra bretanhabosniasarajevoconferenciaatriz

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas