Tribunal turco decide manter Twitter no ar

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Bloqueio aconteceu após proliferação de tuítes com links para áudios que parecem incriminar premiê em caso de corrupção

Reuters

Um tribunal turco confirmou nesta quarta-feira um recurso que impede as autoridades de tirarem o Twitter do ar no país, disse a imprensa local, embora não esteja claro se a restrição - que provocou indignação entre os turcos - será imediatamente revogada.

Dia 21: Turquia bloqueia Twitter, mas usuários usam rotas alternativas para acessar site

AP
Membros do Sindicato da Juventude Turca criticam premiê turco durante protesto contra bloqueio do Twitter em Ancara (21/3)

Dia 7: Turquia ameaça tirar Facebook e YouTube do ar por divulgação de gravações

A autoridade turca de telecomunicações, conhecida pela sigla TIB, bloqueou o acesso ao Twitter na sexta-feira, num momento em que o primeiro-ministro Tayyip Erdogan enfrenta um escândalo de corrupção que motiva um grande número de postagens anônimas pela rede social nas últimas semanas, supostamente provando irregularidades do governo.

Fevereiro: Parlamento turco aprova lei que restringe o uso da internet

Corrupção: Oposição pede que primeiro-ministro da Turquia seja investigado

A proibição, criticada dentro e fora do país, também coincide com a reta final de uma campanha eleitoral importante.

A ordem dos advogados da Turquia descreveu a proibição como "arbitrária" e recorreu à corte administrativa de Ancara. A tentativa anterior da entidade em um tribunal de instância inferior em Istambul fracassou depois que a corte determinou que não havia base jurídica para reverter a medida.

Dezembro: Escândalo derruba 3º ministro na Turquia, que pede renúncia de premiê

Horas antes da proibição, na sexta-feira, Erdogan havia dito em um compromisso de campanha que se livraria do Twitter a todo custo. Na noite de terça-feira, o premiê declarou que o site "ameaçava a segurança nacional" e se recusava a cooperar com as autoridades turcas.

Leia tudo sobre: turquiaerdogantwitterredes sociais

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas