Mais dez corpos são localizados nos destroços deixados por acidente de sábado, elevando para 24 o número total de mortos

Autoridades do Estado de Washington esperam reduzir nesta quarta-feira (26) o número de desaparecidos após o deslizamento de terra que atingiu no sábado Oso, a 88 km a nordeste de Seattle, um dos piores na história recente dos EUA. 

Hoje: Assista ao antes e depois da área devastada por deslizamento de terra nos EUA

Bandeira americana, hasteada por voluntários que ajudam nos resgates, próxima a uma das casas que desabou após o deslizamento nos EUA (25/03)
AP
Bandeira americana, hasteada por voluntários que ajudam nos resgates, próxima a uma das casas que desabou após o deslizamento nos EUA (25/03)


Equipes de resgate usam pequenos tratores e as próprias mãos para retirar a lama de casas destruídas e carros retorcidos e poder resgatar ao menos mais oito corpos localizados em meio aos destroços, segundo os bombeiros. Outros dois corpos, que também haviam sido localizados na região, já foram resgatados.

Os novos corpos elevam para 24 o número de mortos no incidente, apesar de as autoridades manterem a contagem em 16 à espera de que os outros oito corpos sejam resgatados.

A lista de desaparecidos tem 176 nomes. Mas alguns podem ter sido incluídos duas vezes na lista ou podem apenas ter deixado de avisar parentes e autoridades sobre seu paradeiro após o desastre, segundo os bombeiros.

Mas, apesar da probabilidade de outras vítimas fatais serem descobertas, funcionários ainda têm esperança de resgatar sobreviventes. “Não perdemos esperanças de que ainda há chance de encontrar alguém vivo em algum lugar”, disse Travis Hots, chefe do Corpo de Bombeiros.

Confira fotos das buscas

*Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.