Polícia britânica investiga suposto agressor sexual em caso de Madeleine McCann

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Suspeito teria agredido sexualmente meninas que ficaram hospedadas em locais turísticos portugueses entre 2004 e 2010

Reuters

Os detetives britânicos que investigam o desaparecimento em 2007 de Madeleine McCann disseram que estão analisando um homem suspeito de cometer uma série de agressões sexuais contra jovens meninas hospedadas em locais turísticos portugueses entre 2004 e 2010.

Outubro: Portugal ordena reabertura de investigação do caso Madeleine

Getty Images
Kate e Gerry McCann mostram foto de sua filha desaparecida, Madeleine, em 06/06/2007 em Berlim, Alemanha

Scotland Yard: Polícia britânica tem nova pista no sumiço da menina Madeleine

McCann, então com três anos, desapareceu de seu quarto de hotel em Praia da Luz, na região de Algarve, enquanto seus pais jantavam com amigos em um restaurante próximo, o que levou a uma busca global que atraiu a atenção da mídia mundial.

A polícia de Londres, que começou em 2011 uma revisão do caso e iniciou no ano passado uma investigação própria, disse nesta quarta-feira que está buscando mais informações sobre 12 crimes cometidos em balneários portugueses.

Em quatro casos registrados entre 2004 e 2006, um homem abusou sexualmente de cinco meninas, com idades entre 7 e 10 anos, em suas camas em três resorts diferentes do Algarve, segundo a polícia. Dois dos 12 casos aconreceram na Praia da Luz.

"Precisamos eliminar esse homem de nossas investigações e verificar se esses crimes estão ligados ao desaparecimento de Madeleine", disse Andy Redwood, investigador da polícia de Londres.

O homem, descrito como de pele morena e com o cabelo curto, escuro e despenteado, falava inglês com um sotaque de estrangeiro e aparecia no início da manhã.

"Esse é um agressor que tem um interesse muito, muito doentio em jovens crianças brancas do sexo feminino, que ele atacava enquanto estavam em férias", disse Redwood.

O investigador disse que o novo apelo por informações sobre o homem que realizou os ataques é apenas uma das "linhas prioritárias de investigação" atualmente em andamento.

A polícia britânica também está em contato com homólogos de Espanha, Bélgica, Jersey, Suíça, Holanda e Alemanha sobre o caso.

Leia tudo sobre: madeleine mccannmadeleinecaso madeleinereino unidoportugal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas