Coreia do Norte dispara 18 mísseis de curto alcance, diz Coreia do Sul

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Testes realizados com mísseis de curto alcance aconteceram neste domingo (16), em mar da costa leste, e são recorrentes

A Coreia do Norte disparou 18 mísseis de curto alcance no mar ao longo da costa leste neste domingo (16), de acordo com autoridades sul-coreanas, em uma aparente continuação aos protestos contra os contínuos exercícios militares entre os Estados Unidos e a Coreia do Sul. Os mísseis voaram por 70 km antes de caírem no mar.

No legislativo: Coreia do Norte elege Kim Jong-un para cargo com 100% de votos

AP
Cristãos acenam com bandeiras da Coréia do Sul durante comício que denunciou testes de mísseis feitos pela vizinha Coreia do Norte, em Seul (01/03)


2013: Coreia do Norte desafia ONU e realiza 3º teste nuclear

O lançamento dos mísseis é recorrente, ao contrário do que acontece com o arcenal de longo alcance ou dos testes nucleares, condenados internacionalmente. Nas últimas semanas, o país tem realizado uma série de lançamentos de curto alcance que coincidem com exercícios militares anuais realizados pelos de Washington e Seul.

No início deste mês, foi a vez da Coreia do Sul realizar uma série de lançamentos de mísseis de curto alcance durante os exercícios conjuntos. De acordo com a Coréia do Norte, esses treinos são uma ameaça. Os países aliados, porém, dizem que os exercícios - que no ano passado levaram a uma ameaça norte-coreana de guerra nuclear contra o a Coréia do Sul e os Estados Unidos - são rotineiros e de natureza defensiva.

Analistas dizem que a Coreia do Norte está adotando uma postura menos ofensiva diante dos exercícios militares realizados na vizinha Coreia do Sul este ano porque quer melhorar suas relações com o mundo e reavivar sua economia em dificuldades. 

Testes nucleares

No começo de 2013 a Coreia do Norte realizou seu terceiro teste de armas nucleares, depois de ter lançado com sucesso um foguete de longo alcance, em 2012, que os críticos dizem que visava comprovar a tecnologia para um míssil balístico intercontinental. Tanto os testes nucleares como os com mísseis de longo alcance são proibidos por sanções da ONU.

*Com Reuters e AP

Leia tudo sobre: testes misseiscoreia do nortecoreia do suleua

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas