Conflitos armados deixam mais de 100 mortos na Nigéria

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Disparos foram feitos por homens armados que estavam de moto. Assustados, moradores estão fugindo dos locais a pé

Sobreviventes falam em dezenas de homens armados que chegaram em motos ao oeste da Nigéria e mataram mais de 100 moradores de um vilarejo. Testemunhas dizem que vários moradores têm fugido a pé dos quatro vilarejos atacados a cerca de 180 km a oeste da cidade de Katsina.

Polêmica: Lei da Nigéria proíbe casamento gay e criminaliza instituições homossexuais

AP
Ibrahim Gaidam, governador do estado de Yobe, à esq., olha os corpos de estudantes dentro de carro na Nigéria (fev/2014)


2012: Acidente de avião deixa mais de 150 mortos na Nigéria

Moradores atingidos disseram por telefone que os ataques começaram no início da noite da última terça-feira (11) e as últimas vítimas foram mortas na tarde desta quinta-feira (13). Fontes da aldeia de Maigora contabilizam mais de 100 corpos enterrados em três vilarejos. Imam de um dos vilarejos disse que dois policiais estão entre os mortos.

Por meses, a área tem sido aterrorizada por ataques atribuídos a pastores seminômades fulani contra os produtores rurais hausa. Ambos os grupos são muçulmanos. A maior parte dos fulani que relataram violência na Nigéria está concentrada ao redor da área central do estado de Plateau, onde herdeiros muçulmanos são colocados contra agricultores cristãos. 

*Com AP

Leia tudo sobre: nigeriavitimasataquemortesconflitosmaigoraplateau

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas