Coreia do Norte elege Kim Jong-un para cargo legislativo com 100% de votos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Esta foi a primeira eleição desde Kim herdou o poder, em 2011. Coreanos aprovaram lista para a Assembléia Popular Suprema

Com mais ninguém na cédula de voto, a mídia estatal anunciou nesta segunda-feira (10) que Kim Jong Un não só foi eleito para o mais alto órgão legislativo da Coreia do Norte, como também foi escolhido por unanimidade em seu distrito, que teve 100% de participação.

2013: Coreia do Norte desafia ONU e realiza 3º teste nuclear

AP
Kim Jong-un sorri enquanto acena a espectadores da parada celebrando o 65º aniversário da fundação do país (9/9)


Fevereiro: Coreias promovem primeiro encontro entre famílias em quatro anos

Os norte-coreanos foram às urnas no domingo (9) para aprovar a nova lista de deputados para Assembléia Popular Suprema, a legislatura do país. O voto, mais um ritual político do que eleições nos padrões ocidentais, é geralmente concedido a cada cinco anos.

Embora os resultados para os outros lugares na Assembleia ainda não tinha sido anunciados, a mídia norte-coreana rapidamente divulgou que Kim havia vencido em seu distrito – localizado no simbólico Mount Paekdu – sem nem um voto divergente.

Investigação: ONU acusa Coreia do Norte de cometer crimes contra a humanidade

Nas eleições anteriores, 687 deputados foram escolhidos. Esta foi a primeira eleição realizada desde Kim herdou o poder após a morte de seu pai, Kim Jong Il, em 2011.

Os eleitores não têm escolha em quem votar - há apenas um nome do candidato na cédula para cada distrito. Em vez disso, eles têm a opção de votar sim ou não, e de acordo com as contas oficiais, praticamente todos escolheram a opção “sim”.

Analistas estão acompanhando de perto para ver se os deputados desta vez refletirão em uma mudança geracional de Kim olha para solidificar seu poder e substituir políticos mais velhos pelos mais jovens, os mais leais.

A Assembleia Popular Suprema raramente realiza um encontro, apenas uma vez por ano. Na prática, eles têm pouco poder e quando não estão em sessão, o trabalho é feito por um corpo menor e mais poderoso chamado o Presidium.

O novo parlamento deve se encontrar no próximo mês. Nenhuma data foi divulgada para a reunião.

*Com AP

Leia tudo sobre: kim jong-uncoreia do nortelidereleicoes

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas