Na última terça, Parlamento autorizou Oleksandr Turchynov a assinar as leis adotadas até as próximas eleições presidenciais

O presidente interino da Ucrânia, Oleksandr Turchynov, assumiu as funções de chefe das Forças Armadas, informou o site da presidência nesta quarta-feira (26). A medida foi divulgada no site do presidente em exercício.

Na última terça-feira (25), o Parlamento autorizou Turchynov, enquanto chefe interino de Estado e presidente da Suprema Rada (Assembleia), a assinar as leis adotadas no período entre 21 de fevereiro e a eleição de um novo presidente.

Impasse: Rússia diz que não tratará com 'amotinados' da Ucrânia

Entenda os protestos na Ucrânia na galeria de imagens

Ex-presidente: Ucrânia aprova julgamento de Yanukovych em corte internacional

Ex presidente procurado

O Parlamento da Ucrânia aprovou na última terça-feira (25) o envio do presidente deposto Viktor Yanukovych para ser julgado por "crimes graves" em uma corte criminal internacional assim que for capturado.

Uma resolução amplamente apoiada pela Assembleia ligou Yanukovych, deposto no sábado e agora um fugitivo, à violência policial contra manifestantes que, segundo o texto, levou à morte de mais de 100 cidadãos ucranianos e estrangeiros.

A resolução afirma que o ex-ministro do Interior Vitaly Zakharchenko e o ex-procurador-geral Viktor Pshonka, também procurados pelas autoridades, devem ser enviados, assim como o ex-presidente, para a corte internacional sediada em Haia.

*Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.