Viktor Yanukovych é procurado por crimes contra a população. Durante três dias de confronto no país, ao menos 80 morreram

O presidente deposto da Ucrânia Viktor Yanukovych foi colocado na lista de procurados do país pelo crime de assassinato em massa, informou o ministro interino do Interior, Arsen Avakov, nesta segunda-feira (24), em seu perfil no Facebook.

Violência: Vídeo exibe cenas impressionantes de protesto nas ruas da Ucrânia

O então presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, participa de reunião com representantes da União Europeia em Kiev (11/10)
AP
O então presidente da Ucrânia, Viktor Yanukovych, participa de reunião com representantes da União Europeia em Kiev (11/10)


Crise: Franco-atiradores disparam em manifestantes na Ucrânia

"Um caso oficial de assassinato em massa de cidadãos pacíficos foi aberto", escreveu Avakov na rede social. "Yanukovych e outras pessoas responsáveis por isso foram declarados procurados."

Yanukovych, de 63 anos, deixou a capital Kiev de helicóptero na última sexta-feira (21) em meio à revolta contra seu regime após três dias de confrontos em que mais de 80 pessoas foram mortas. Ele estava na região pró-russa de Crimeia no domingo (22) à noite, segundo Avakov.

Rússia: país descreve protestos na Ucrânia como 'tentativa de golpe'

Confira galeria sobre os protestos na Ucrânia

Desde sexta-feira, Yanukovych tem viajado bastante com seu chefe de administração, Andriy Klyuev. Primeiro eles foram de Kiev a Kharkiv, no leste, e depois para seu refúgio em Donetsk, onde guardas de fronteira o impediram de deixar o país. Em seguir ele foi para a península de Crimeia.

*Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.