EUA: Ex-soldado condenado por estuprar iraquiana e matar sua família se enforca

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Menina estuprada e morta por Green tinha 14 anos. Criança de 6 anos estava entre os três parentes dela que ele assassinou

AP
Foto de arquivo de 29/4/2009 mostra ex-soldado dos EUA Steven Dale Green. Condenado à perpétua por morte e estupro de iraquiana e sua família, ele se enforcou no dia 15

Um médico legista disse que um ex-soldado se enforcou em um presídio federal onde cumpria uma sentença de prisão perpétua por estuprar e matar uma adolescente iraquiana e usar uma espingarda para assassinar sua família.

Cronologia: Os fatos mais marcantes da guerra do Iraque 

Eric Peters, médico legista do condado de Pima, Arizona, afirmou que uma autópsia realizada na terça-feira concluiu que a causa da morte de Steven Dale Green, 28, foi suicídio por enforcamento. Funcionários prisionais o encontraram no sábado numa penitenciária federal de segurança máxima de Tucson, no Arizona.

2012: Soldado americano abre fogo contra civis e mata pelo menos 16 no Afeganistão

Condenado em 2009, Green de Midland, Texas, era um soldado da 101ª Divisão Aérea baseada no Forte Campbell quando foi enviado ao Iraque. 

Green e outros três soldados foram para a casa em Mahmoudiya em março de 2006. Green matou três membros da família al-Janabi, incluindo uma criança de seis anos, antes de se tornar o terceiro soldado a estuprar Abeer Qassim al-Janabi, de 14 anos. Ele, então, a matou a tiros.

Os outros soldados que participaram do ataque foram condenados a penas de cinco a cem anos de prisão.

*Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: iraqueestuproassassinato

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas