Imigrante cubano é executado por estupro e assassinato de menino nos EUA

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Juan Carlos Chavez estuprou menino de 9 anos em 1995. Depois, esquartejou corpo e guardou em potes de plástico

Reuters

Um imigrante cubano foi executado com injeção letal na quarta-feira pelo sequestro, estupro e assassinato em 1995 de um menino de 9 anos do sul da Flórida, disse uma porta-voz do governador.

EUA: Homem que estuprou e matou criança de 9 anos será executado

AP
O cubano Juan Carlos Chavez está no corredor da morte na Flória, EUA. Acusado de estuprar, sequestrar e matar um menino, ele recebeu uma injeção letal (9/1/2007)

Janeiro: China executa homem que manteve 6 mulheres como escravas sexuais

Juan Carlos Chavez, que confessou o assassinato de Jimmy Ryce, foi executado na Prisão Estadual da Flórida em Starke, às 23h17 (horário de Brasília) de quarta-feira, disse Jackie Schutz, porta-voz do governador Rick Scott.

Uma lei da Flórida aprovada após o crime abre caminho para que agressores sexuais presos sejam mantidos na prisão se houver probabilidade de que podem voltar a cometer crimes. A lei foi replicada em todos os EUA.

A execução, que foi acompanhada pelo pai de Ryce, chegou a ser brevemente adiada por causa de um recurso à Suprema Corte, que foi negado.

O Departamento de Correções disse que a última refeição de Chavez foi bife com batatas fritas, sorvete de morango, frutas e suco de manga. Ele não recebeu visitas.

Condenado está há 45 anos no corredor da morte no Japão

Em comunicado escrito divulgado pelo Estado após sua morte, Chavez não expressou remorso dizendo que "nenhum de nós pode julgar os pecados dos outros".

"Duvido que exista qualquer coisa que eu possa dizer que vá satisfazer a todos, ainda mais aqueles que veem em mim nada além do que alguém que merece punição", escreveu.

Chavez, que era trabalhador agrícola e não tinha ficha criminal, sequestrou Ryce com uma arma quando ele saía do ônibus escolar em Redland, uma área agrícola ao sul do condado de Miami-Dade.

Ele então levou o garoto para seu trailer e o estuprou. Quando Jimmy tentava escapar, Chavez atirou nele pelas costas, o esquartejou e escondeu seu corpo em potes de plástico.

Chavez chegou ao sul da Flórida em uma jangada, vindo de Cuba com outras duas pessoas em 1991. Pouco se sabe sobre seus antecedentes ou família, que permaneceu em Cuba.

Leia tudo sobre: euacubapena de mortepedofiliajuan carlos chavez

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas