Casais do mesmo sexo passam a ter reconhecimento do direito legal para que eles não testemunhem um contra o outro em processos civis e criminais nos Estados Unidos

Reuters

O Procurador Geral dos Estados Unidos Eric Holder anunciou neste sábado (08) amplas mudanças dentro do Departamento de Justiça norte-americano para beneficiar casais do mesmo sexo, como o reconhecimento do direito legal para que eles não testemunhem um contra o outro em processos civis e criminais.

Mais:

EUA facilitam concessão de visto americano a casais gays

Supremo revoga lei que negava benefícios federais a casais gays

Eric Holder anunciou novas medidas dentro do Departamento de Justiça norte-americano
AP
Eric Holder anunciou novas medidas dentro do Departamento de Justiça norte-americano

As mudanças, anunciadas por Holder em um discurso para um grupo de lobistas dos direitos dos homossexuais em Nova York, pretendem continuar a pressionar a favor dos direitos homossexuais no país depois que uma decisão da Suprema Corte no ano passado determinou que o governo federal não pode se recusar a reconhecer casamentos de pessoas do mesmo sexo realizados nos Estados onde isso é permitido.

O casamento entre homossexuais é permitido em 17 dos 50 estados norte-americanos, assim como no Distrito de Columbia.

A lei norte-americana incluiu há tempos um "privilégio conjugal" que protege as comunicações entre o marido e a esposa de forma que eles não possam ser obrigados a incriminar um ao outro no tribunal.

Além de estender o privilégio para casais do mesmo sexo em situações que envolvem o Departamento de Justiça, Holder disse à Human Rights Campaign que pretende colocar os casais do mesmo sexo na mesma posição jurídica que os casais de sexo oposto em outras áreas, incluindo a forma como certas dívidas são tratadas em processos de falência federal e políticas de visitação em presídios federais.

Grupo pelos direitos dos homossexuais protestam na Rússia, contra medidas do governo Putin
AP
Grupo pelos direitos dos homossexuais protestam na Rússia, contra medidas do governo Putin

"Em cada tribunal, em cada processo e em cada lugar onde um membro do Departamento de Justiça estiver representando os EUA, ele vai se esforçar para garantir que casamentos do mesmo sexo recebam os mesmo privilégios, proteções e direitos de casamentos entre pessoas de sexo oposto sob a lei federal", disse Holder em trechos do discurso divulgado antecipadamente.

Um memorando por escrito para os funcionários de departamentos será enviado na segunda-feira. Ele vai "instruir formalmente todos os funcionários de departamentos para que eles deem o mesmo reconhecimento legal e pleno a casamentos entre pessoas do mesmo sexo, na maior extensão possível diante da lei", de acordo com trechos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.