Maior nevasca dos últimos 20 anos deixa três mortos e 500 feridos no Japão

Por Agência Lusa |

compartilhe

Tamanho do texto

Mais de 40 mil famílias ficaram sem eletricidade e, pela primeira vez desde 1994, neve ultrapassou 20 centímetros

AP Photo/Koji Sasahara
Cerca de 3.200 acidentes foram registrados por causa do gelo acumulado

A mais forte nevasca dos últimos 20 anos atingiu neste sábado (8) Tóquio e outras áreas do Japão, causando três mortes e cerca de 500 feridos, segundo os relatórios meteorológicos e as informações divulgadas pelos meios de comunicação social.

Nevasca perturba a rotina no nordeste dos Estados Unidos

Nevasca provoca pelo menos 15 mortes nos Estados Unidos

Mais de 740 voos foram cancelados depois de a agência de meteorologia ter emitido um aviso de forte tempestade para a capital e mais de 40 mil famílias ficaram sem eletricidade. Pela primeira vez desde 1994, a neve ultrapassou os 20 centímetros em Tóquio.

Duas mulheres, de 88 e 90 anos, morreram hoje quando se dirigiam para uma casa de repouso em Ishikawa, região central do Japão, em um acidente de carro, que, segundo a polícia, foi provocado devido ao gelo acumulado na estrada.

Um homem também morreu em Nagano, quando um trem bateu contra o carro dele na passagem dos trilhos da ferrovia, depois de ter deslizado por causa da neve. Esse foi um 3.200 acidentes registrados em todo o país pelas mesmas razões.

De acordo com a emissora pública NHK, pelo menos 494 pessoas já ficaram feridas em acidentes causados pela neve em todo o país. A agência meteorológica estima que a queda de neve se prolongue durante a noite de hoje e a manhã de domingo em Tóquio e já emitiu um alerta de forte nevasca para a capital - o primeiro aviso para a cidade em 13 anos - apelando aos moradores para não sair de casa, a não ser em caso de necessidade.

Além disso, a agência alertou para ventos fortes e ondas altas no Leste do Japão, para onde se dirige rapidamente uma frente de baixa pressão.

As companhias aéreas japonesas já cancelaram hoje 742 voos japoneses devido à nevasca, divulgou a NHK, prevendo mais cancelamentos para domingo. Os aeroportos das cidades ocidentais de Hiroshima e Kagawa estiveram temporariamente fechados para a remoção de neve das pistas.

As televisões mostraram ainda imagens de centenas de passageiros em fila no aeroporto de Haneda para o reembolso ou uma mudança de voos, com as placas das partidas indicando muitos cancelamentos.

Operadores ferroviários suspenderam temporariamente os serviços de Shinkansen, no Oeste do Japão, afetando mais de 100 mil passageiros, segundo noticiou a imprensa, e 43.800 habitações ficaram sem eletricidade em muitas áreas do Japão Central e Oriental. Em Tóquio, várias universidades adiaram também o início dos exames de admissão para o novo ano letivo.

Leia tudo sobre: nevascaJapãoTóquiotempestadeneve

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas