Testamento de Mandela vale US$ 4,1 milhões

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Entre beneficiários estão família, membros de sua equipe, escolas que frequentou e partido governista sul-africano

Os administradores dos bens de Nelson Mandela disseram que ele deixou iniciais US$ 4,1 milhões de herança (quase R$ 9,87 milhões), mais direitos autorais, e que entre seus beneficiários estão sua família, membros de sua equipe, escolas que ele frequentou e o Congresso Nacional Africano, o movimento de libertação durante o regime do apartheid que hoje é o partido que governa a África da Sul.

Ícone antiapartheid da África do Sul: Morre aos 95 anos Nelson Mandela

Mandela (ao fundo) chega ao tribunal em Pretória em agosto de 1958, para audiência de julgamento que durou mais de quatro anos. Foto: APEm 11 de fevereiro de 1990, Mandela deixa a prisão ao lado de sua mulher, Winnie Madikizela-Mandela. Foto: AFPEm 1993, Mandela recebe o Nobel da Paz ao lado de Frederick Willem de Klerk. Foto: APMandela entrega taça da Copa do Mundo de Rugby a François Pienaar, capital da seleção sul-africana (24 de junho de 1995). Foto: Getty ImagesMandela acena para a torcuda durante a abertura da Copa das Nações Africanas de futebol em Johanesburgo, em janeiro de 1996. Foto: Getty ImagesMandela e Graça passeiam em Johanesburgo, em setembro de 1996. Foto: APGraça Machel, então namorada de Mandela, dá risada ao lado do líder em evento em Soweto (fevereiro de 1997). Foto: APMandela leva o então presidente dos EUA, Bill Clinton, para conhecer a cela onde ficou 18 dos 27 anos em que esteve preso (março de 1998). Foto: APRei da Espanha, Juan Carlos, observa beijo de Mandela e Graça Machel durante cerimônia na Cidade do Cabo em fevereiro de 1999. Foto: APMandela encontra o vocalista do U2, Bono, em show beneficente na Cidade do Cabo em novembro de 2003. Foto: Getty ImagesMandela participa de comício do então candidato à presidência da África do Sul Jacob Zuma, em abril de 2009. Foto: Getty ImagesMandela e a mulher, Graça Machel, participam de comemoração dos 20 anos de sua libertação (11 de fevereiro de 2010). Foto: APNelson Mandela comparece ao funeral de sua bisneta Zenani Mandela, em Johanesburgo (17/6/2010). Foto: APAo lado da mulher, Graça Machel, Mandela acena ao público antes da final da Copa do Mundo em Johanesburgo, em 11 de julho de 2010 - sua última aparição pública. Foto: Getty ImagesCrianças de escola perto de hospital onde Mandela ficou internado janeiro de 2011 em Johanesburgo mostram cartas desejando melhoras ao ex-presidente. Foto: APCrianças de escola perto de hospital são vistas em janela onde cartaz diz: 'Te amamos, Madiba' (27/01/2011). Foto: AFPMichelle Obama visitou Mandela em sua casa em Joanesburgo, na África do Sul (21/06/2011). Foto: AFPEx-presidente sul-africano Nelson Mandela (E) recebe tocha que celebra centenário do governista Congresso Nacional do Povo (30/05/2012). Foto: APMandela e a família posam para foto em sua casa em Qunu, na África do Sul (17/07/2011). Foto: APO ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela recebe uma visita do ex-presidente americano Bill Clinton (17/07/2012). Foto: APSecretária de Estado americana, Hillary Clinton, visitou Mandela em Qunu, África do Sul (06/08/2012). Foto: AP

Estátua: Coelho na orelha de Mandela revolta governo sul-africano

Sua herança inclui um imóvel de luxo em Johanesburgo, uma casa modesta na província do Cabo Oriental e direitos autorais de seus livros, incluindo a autobiografia "Longa Caminhada Até a Liberdade". Mais do que isso, ele deixa também uma forte marca política e moral, que alguns dos seus mais de 30 filhos, netos e bisnetos já usam para vender de tudo - de roupas a reality shows.

'Gigante da História': Obama pede ação do mundo para honrar Mandela

O administrador Dikgang Moseneke também afirmou nesta segunda-feira que não tem conhecimento sobre quaisquer constetações às determinações do testamento do líder antiapartheid que se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul. Mandela morreu em 5 de dezembro aos 95 anos.

Moseneke disse aos jornalistas que ele lerá o testamento para os membros da família de Mandela ainda nesta segunda. Ele anunciou um "inventário provisório" de US$ 4,1 milhões, mais quantias adicionais, mas fez a ressalva de que a soma pode mudar à medida que o testamento foi estudado de forma mais cuidadosa.

*Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: áfrica do sulmandela

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas