Sochi, sede das Olimpíadas de Inverno, ordena morte de cães de rua na Rússia

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Diretor-geral de companhia de controle de pragas não explicou se cachorros são mortos a tiros ou envenenados

Uma companhia de controle de pestes que mata cachorros de rua em Sochi, na Rússia, há anos disse à Associated Press nesta segunda-feira que tem um contrato para exterminar mais animais durante as Olimpíadas de Inverno.

Dia 22: Ameaça de ataque contra Olimpíada de Inverno de Sochi é trote

AP
Policial observa seu cão brincando com cachorro de rua perto do aeroporto de Sochi, Rússia (27/1)

Vídeos: França acusa homem por arremessar gato contra arbusto

Alexei Sorokin, diretor-geral da firma de controle de pestes Basya Services, disse que sua companhia está envolvida no que ele descreveu como "captura e eliminação" de cães. Sorokin se recusou a especificar se eles matam o animal a tiros ou envenenado ou para onde levam as carcaças.

Milhares de cachorros estão pelas ruas de Sochi, disse Sorokin, e alguns deles estão "mordendo crianças".

Sorokin contou que compareceu ao ensaio de uma cerimônia de abertura das Olimpíadas na semana passada e viu um cão caminhando entre as pessoas que participavam da apresentação.

"Um cão invadiu o Estádio Fisht, e nós o levamos", afirmou. "Deus não permita que algo assim aconteça na verdadeira cerimônia de abertura. Isso seria uma desgraça para todo o país."

Cães de rua não são incomuns em Sochi e nas áreas adjacentes, e muitos tendem a se concentrar perto de áreas de construção onde têm chances de conseguir alimentos e abrigos dos pedreiros. Eles até conseguiram entrar dentro do Parque Olímpico.

A companhia de Sorokin opera na região de Krasnodar, que engloba Sochi e a área vizinha. Sorokin rejeitou dizer quantos cães eles matam por ano, chamando isso de "um segredo comercial".

Krivonosov disse que retirar os cachorros das ruas da Rússia era uma "responsabilidade à comunidade internacional e que a eliminação é a forma mais rápida de resolver o problema". Ele reconheceu, entretanto, que essa "não é a forma mais humana" de lidar com o problema, afirmando que as autoridades deveriam encorajar o estabelecimento de abrigos para cães.

No ano passado, a prefeitura de Sochi anunciou um contrato para "capturar e eliminar" os cães de rua em Sochi, mas ativistas de animais protestaram contra a medida. Autoridades prometeram desistir da prática e construir abrigos. Segundo os ativistas, não há provas de que houve qualquer construção nesse sentido.

Matar os cachorros a tiros têm sido uma prática comum em muitas regiões da Rússia apesar dos esforços dos ativistas de pressionar as autoridades para formas mais humanas de lidar com a questão.

*Com AP

Leia tudo sobre: cães de ruarússiasochisochi 2014olimpíadas de inverno

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas