Homem de uns 50 anos que foi repetidamente mordido e arranhado se recupera de cirurgia de emergência nos EUA

Um sem-teto foi repetidamente mordido e arranhado por um leão-da-motanha em um acampamento no sul da Califórnia, mas a expectativa é de que sobreviva, disse um guarda de caça estadual no domingo.

Vídeo: Puma é achado em cozinha e surpreende família no Chile

Leão-da-montanha é visto perto de letreiro de Hollywood no ano passado
Reprodução
Leão-da-montanha é visto perto de letreiro de Hollywood no ano passado

Neozelandês:  Após reagir a ataque de tubarão, costurei perna e fui beber

O homem não identificado, que deve estar na casa dos 50 anos, acampava perto da estrada estadual Route 74 a oeste de Perris no sábado à noite quando foi atacado, disse Patrick Foy, do Departamento de Pesca e Caça da Califórnia.

Foy disse ao Riverside Press-Enterprise não sabia quem o atacou, mas a perfuração das feridas, as marcas das mordidas e os cortes em seu corpo indicavam o ataque de um gato grande.

"Estamos com 99% de certeza de que foi um leão", disse Foy. "A conclusão é baseada somente nos ferimentos da vítima e em sua extensão."

O homem se recupera em um hospital após ter sido submetido a uma cirurgia de emergência. "Ele tem sorte de estar vivo", disse Foy.

O ataque fez com que os guardas montassem armadilhas na área. Segundo Foy, os leões-da-montanha normalmente retornam à cena de uma caça 24 a 48 horas depois para que possam continuar se alimentando. Os ataques contra humanos não são comuns.

Desde 1986, houve 15 ataques confirmados - com três mortes - no Estado, de acordo com os registros do departamento.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.