Presos atearam fogo em colchões durante ação da polícia para conter briga e após inspeção por armas e drogas

Um incêndio que se iniciou às 20h30 locais de segunda-feira numa prisão no norte da Colômbia, depois de uma inspeção de rotina por armas e drogas e de uma briga entre presos, deixou ao menos dez mortos e dezenas de feridos, relatou a imprensa local.

Conheça a home do Último Segundo

Foto reproduzida do site do jornal El Tiempo mostra pessoas aglomeradas em frente de prisão de Barranquilla, na Colômbia
reprdoução
Foto reproduzida do site do jornal El Tiempo mostra pessoas aglomeradas em frente de prisão de Barranquilla, na Colômbia

NYT: Na América Latina, prisões vivem condenadas à crise

Foram levados para um hospital da região 25 presos feridos da superlotada prisão Modelo, na cidade de Barranquilla, segundo os meios de comunicação. O incêndio foi controlado no início desta terça.

O chefe da polícia em Barranquilla, José Vicente, disse que seis dos presos morreram dentro do centro de detenção, enquanto outros quatro morreram nos hospitais locais.

2012:  Incêndio em prisão de Honduras deixa centenas de mortos

O incêndio começou com presos colocando fogo nos seus colchões, quando os guardas lançavam gás lacrimogêneo numa tentativa de parar com uma briga, disse a rádio RCN.

As autoridades do presídio haviam apreendido drogas, facas e celulares num dia de inspeção, irritando os presos e provocando o conflito entre grupos.

*Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.