Papa pediu diálogo construtivo na Ucrânia, palco de violentos protestos entre o governo e oposição

As duas pombas libertadas pelo papa Francisco, na manhã deste domingo (26), foram atacadas por uma gaivota e um corvo. O papa libertou dois pássaros em um gesto simbólico pela paz na Ucrânia, enquanto milhares de pessoas assistiram na Praça de São Pedro.


Conheça a home do Último Segundo

Leia também: Manifestantes ucranianos tentam invadir Ministério de Energia

Francisco reforçou os pedidos de paz no país após polícia e manifestantes em Kiev voltarem a entrar em choque hoje durante protestos contra a súbita mudança de apoio do presidente Viktor Yanukovich em direção à Rússia e em detrimento da União Europeia. A Ucrânia se tornou independente em 1991, com o colapso da União Soviética.

Leia também: Manifestantes da Ucrânia ocupam prédios do governo

"Eu perto da Ucrânia em minhas orações, em particular daqueles que perderam suas vidas nos últimos dias e das suas famílias", disse o papa Francisco em pronunciamento semanal na Praça São Pedro. 

Não ficou claro como ficaram as pombas após o ataque.

"Eu espero que um diálogo construtivo entre as instituições e a sociedade civil aconteça, que qualquer resquício de violência seja evitado e que o espírito da paz e a busca pelo bem comum estejam nos corações de todos." 

Veja imagens dos violentos confrontos na Ucrânia:


Grandes manifestações contra o governo de Yanukovich têm ocorrido desde novembro, depois que ele retirou o país de um acordo de livre comércio de três anos com a UE em favor de laços econômicos mais próximos com a Rússia.

As manifestações desde estão se transformaram em protestos contra corrupção entre os líderes e autoridades da Ucrânia.

*Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.