Hollande vai se separar de sua companheira, diz jornal francês

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Há duas semanas, uma revista de celebridades publicou que Hollande teria um caso com a atriz francesa Julie Gayet, o que gerou uma crise nervosa na primeira dama

Reuters

AP
François Hollande beija sua companheira, Valérie Trierweiler, logo após sua vitória em eleição presidencial (6/5/2012)

O presidente da França, François Hollande, deve anunciar neste sábado que vai se separar de sua companheira, Valerie Trierweiler, após uma enxurrada de notícias na imprensa do país sobre seu suposto caso com uma atriz. A informação é do Journal du Dimanche.

Conheça a home do Último Segundo

Trierweiler, 48, primeira-dama e companheira de Hollande desde 2006, planeja ir à Índia no domingo para uma viagem beneficente, e o presidente quer decidir o seu futuro antes da partida dela, informou o jornal.

"O press release do Palácio do Eliseu deve ser divulgado hoje", afirmou o respeitado jornal semanal em seu website, sem citar fontes.

Leia também:

Primeira-dama da França deixa hospital

'Tweet' de primeira-dama da França provoca crise política

Um porta-voz do presidente se negou a comentar a notícia, e o profissional que cuida das relações públicas de Trierweiler não retornou pedido para comentar a informação.

Há duas semanas, a revista de celebridades Closer publicou que Hollande estava tendo um caso com a atriz francesa Julie Gayet. O veículo divulgou fotos que disse ser de Hollande usando um capacete de motociclista e chegando para visitar Gayet em encontros noturnos.

O frenesi midiático do caso desviou a atenção pública de uma mudança que Hollande fez neste mês para o país ter políticas mais amigáveis aos negócios, que ele espera poder revigorar a segunda maior economia da zona do euro contra o alto desemprego.

Suposta amante de Hollande processa revista por invasão de privacidade

Líder francês ameaça processar revista após matéria sobre suposto caso secreto

Uma coletiva de imprensa para apresentação do plano econômico foi ofuscada por perguntas sobre a vida privada de Hollande, assim como uma ida a Roma para visitar o papa, na sexta-feira.

Hollande, de 59 anos, é o presidente menos popular da história moderna da França, de acordo com as pesquisas. Ele tem encontrado dificuldade para cumprir a promessa de diminuir o desemprego, atualmente perto dos 11 por cento.

Hollande tem quatro filhos de um relacionamento anterior com Segolene Royal, uma integrante do Partido Socialista, o mesmo do presidente, e candidata ao Eliseu em 2007. Royal anunciou sua separação após perder a eleição daquele ano para Nicolas Sarkozy.

Trierweiler, uma colunista de arte para a revista Paris Match, não é casada com Hollande, mas assumiu oficialmente o papel de primeira-dama após a eleição de seu companheiro, em maio de 2012.

Leia tudo sobre: FrançaHollandejulie gayet

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas