Protestos da Ucrânia parecem uma batalha medieval; veja galeria de fotos

Por AP | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Manifestantes improvisam armaduras e estilingues para lançar bombas incendiárias em dois meses de mobilização

AP

Os imponentes chapéus de lã e barbas elaboradas dos cossacos do século 16 da Ucrânia são itens favoritos de muitos dos manifestantes na principal praça de Kiev, que protestam contra o governo em acampamentos há quase dois meses.

Conheça a home do Último Segundo

Quando a situação se tornou violenta na semana passada, as armas dos manifestantes também tinham uma aura antiga que parecia uma investida medieval.

Manifestantes protegidos com armaduras improvisadas se preparam para brigar com a polícia em Kiev (20/1). Foto: APManifestante usa enorme estilingue para lançar coquetel molotov contra a polícia 
em Kiev (23/1). Foto: APManifestantes usam escudos improvisados para entrar em choque com a polícia em Kiev (21/1). Foto: APManifestante lança fogo de artifício contra a polícia na capital ucraniana (23/1). Foto: APManifestantes protegidos com armaduras improvisadas se preparam para brigar com a polícia em Kiev (20/1). Foto: APManifestantes usam enorme estilingue para jogar pedras contra a polícia no centro de Kiev (23/1). Foto: APManifestantes usam fogos de artifício durante confrontos com a polícia na Ucrânia (21/1). Foto: APManifestantes entra em confronto com polícia no centro de Kiev (22/1). Foto: APManifestante prepara arremesso de coquetel molotov durante confrontos com a polícia no centro de Kiev, Ucrânia (22/1). Foto: APManifestantes usam fogos de artifício durante choques com a polícia no centro de Kiev, Ucrânia (22/1). Foto: APPneus ficam em chamas na rua após serem incendiados por manifestantes em Kiev, Ucrânia (22/1). Foto: APManifestante aponta arma durante confrontos com a polícia na capital da Ucrânia (22/1). Foto: AP

Armados até os dentes

Os manifestantes se armaram como cruzados com escudos de madeira compensada, frequentemente pintados com um cruz, contra as granadas de efeito moral e as balas de borracha das linhas policiais. Eles quebraram o pavimento em ruas e praças, arremessando os pedaços em direção à polícia.

Nesta sexta: Manifestantes da Ucrânia ocupam prédios do governo

Eles também lançaram bombas incendiárias, bombinhas e fogos de artifício contra os oficiais, muitos dos quais ficaram feridos quando bombas incendiárias cuspiram combustível em chamas em seus uniformes e capacetes. Enquanto isso, sites pró-oposição alegaram que a polícia envolvia suas bombas de efeito moral com pregos e pedaços de metal para causar ferimentos.

Violência chega a 2ª cidade: Crise continua na Ucrânia com ultimato a líder

Muitos manifestantes protegem suas cabeças com capacetes ou mesmo peneiras. Um homem apareceu com uma armadura medieval, enquanto outro construiu para si mesmo um arco e flecha para a batalha. Um grupo de homens fez uma catapulta para lançar bombas incendiárias a uma longa distância. Quando ela foi destruída em uma ação policial, eles a reconstruíram no dia seguinte.

As barricadas

AP
Manifestantes guardam barricadas ao redor de área capturada do governo em Lviv, oeste da Ucrânia (24/1)

Os manifestantes tentaram manter a polícia distante construindo barricadas de 3 metros de altura ao longo de todas as entradas da Praça da Independência, em Kiev. As barricadas são empilhadas até o alto com materiais que vão de paus de madeira a pneus de borracha.

Dois mortos: Polícia ucraniana destrói barricadas e afasta manifestantes

Na noite de quinta-feira, enquanto as temperaturas despencavam para menos de -15°C, os manifestantes usaram pás para colocar neve dentro de sacos de estopa para fazê-los congelar e torná-los difícil para a escalada da polícia.

No dia anterior, depois que a polícia expulsou manifestantes de um dos locais de protesto, os ativistas incendiaram enormes pilhas de pneus, encobrindo boa parte do centro de Kiev de uma espessa fumaça preta.

Entenda: O que está por trás das manifestações na Ucrânia?

Insultando o inimigo

Alguns manifestantes construíram um tribunal falso com a efígie do presidente Viktor Yanukovych com um uniforme listrado de prisioneiro e sentado em uma jaula com os braços e pescoço presos a barras de metal. A oposição inventou uma ampla variedade de gritos de guerra para zombar de Yanukovych e de outras autoridades.

Leia tudo sobre: ucrâniaprotestos na ucrâniaviktor yanukovychuerússia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas