Tropas paquistanesas são mortas em explosão de bomba

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Ao menos 20 soldados foram mortos e mais de 30 estão feridos. Membros do Talibã reivindicaram a autoria do ataque

Ao menos 20 soldados foram mortos quando a explosão de uma bomba atingiu um comboio do exército no noroeste do Paquistão, segundo fontes militares e de órgãos de inteligência do governo local. E mais de 30 ficaram feridos próximo à cidade de Bannu e há a possibilidade de que o número de mortos aumente nas próximas horas. A região faz fronteira com o Afeganistão e abriga militantes antigovernamentais que se escondem em montanhas distantes.

O Talibã local reivindicou a responsabilidade pela explosão. Recentemente, após eleger seu novo líder, Mullah Fazlullah, o grupo prometeu aumentar os ataques contra as forças de segurança.

"Com a ajuda de Deus reivindicamos a responsabilidade por isso. O exército é nosso inimigo. Nós faremos muito mais ataques como este novamente", declarou o porta-voz do Talibã paquistanês, Shahidullah Sahid, por meio de um telefonema feito em local não revelado.

“Não está claro se foi um ataque suicida ou se houve o uso de algum dispositivo improvisado”, declarou um agente militar, acrescentando que os soldados viajavam em um carro civil contratado para leva-los até Razmak, no Waziristão do Norte.

O ataque aconteceu enquanto o comboio de tropas armadas e do grupo paramilitar Frontier Corps se preparava para deixar Bannu, na província de Khyber Pakhtunkhwa. Forças de segurança locais já isolaram a área para dar início à investigação do caso.

Na última semana, um experiente oficial da polícia, conhecido por conduzir ações contra os insurgentes, foi morto na explosão de uma bomba em Carachi, cidade portuária e centro financeiro do país.


Com informações das agências BBC e Reuters

Leia tudo sobre: PaquistãoTalibãataque à bomba

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas