Multidão aguardava para prestar últimas homenagens quando portões foram fechados e provocaram corre-corre

Um tumulto matou pelo menos 18 pessoas neste sábado (18) durante o funeral de um líder religioso em Bombaim, na Índia. A confusão feriu ainda outras 60 pessoas.

Multidão acompanha o funeral do líder religioso muçulmano Syedna Mohammed Burhanuddin, que acabou em tumulto
REUTERS/Danish Siddiqui
Multidão acompanha o funeral do líder religioso muçulmano Syedna Mohammed Burhanuddin, que acabou em tumulto


O tumulto começou após o fechamento dos portões da casa de Syedna Mohammed Burhanuddin, que morreu aos 102 anos, quando uma multidão aguardava do lado de fora para prestar as últimas homenagens ao líder muçulmano.

Em outubro do ano passado, mais de 100 pessoas morreram durante um festival em alusão à deusa hindu Durga. Foi o mais grave incidente do tipo nos últimos anos no país, o segundo mais populoso do mundo (1,2 bilhão de habitantes).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.