Corpo de Bruna Bovino, de 29 anos, foi encontrado semicarbonizado em clínica estética de Mola di Bari

O Ministério Público italiano anunciou neste sábado (18) que vai denunciar um suspeito pelo assassinato da esteticista brasileira Bruna Bovino, de 29 anos, encontrada morta em dezembro passado em sua clínica em Mola di Bari. O corpo de Bruna foi achado semicarbonizado.


A esteticista brasileira Bruna Bovino, morta em dezembro em Mola di Bari, na Itália
Reprodução
A esteticista brasileira Bruna Bovino, morta em dezembro em Mola di Bari, na Itália

Segundo informações de investigadores, um homem de 30 anos, ex-namorado da vítima, está diretamente vinculado ao crime. Poucos dias antes de morrer, Bruna havia denunciado à polícia que havia sido ameaçada. Ela iria depor dias depois num processo que investiga exploração sexual no país.

A polícia agora espera o resultado do laudo cadavérico e de um exame de DNA para acusar formalmente o suspeito. O relatório da perícia deve ser divulgado nesta segunda (20). Todos os vestígios biológicos encontrados na cena do crime, e que não pertenciam à vítima, como sangue, cabelo e unhas, ajudarão na elucidação do caso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.