Suposta amante de presidente francês processa revista por invasão de privacidade

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Atriz Julie Gayet pede R$ 175 mil de indenização e exige que tabloide Closer publique decisão judicial na capa

A atriz francesa Julie Gayet, suspeita de ter um caso com o presidente francês, François Hollande, entrou com um processo contra uma revista de fofoca por alegada invasão de privacidade com a matéria.

Conheça a home do Último Segundo

AP
Atriz francesa Julie Gayet posa para foto durante Festival de Cinema Internacional de Palm Springs, na Califórnia (7/1/2012)

Dia 10: Líder francês ameaça processar revista após matéria sobre suposto caso

Uma representante da revista Closer relatou que a publicação recebeu nesta quinta-feira documentos legais de Gayet e seus advogados. O processo busca US$ 74 mil (quase R$ 175 mil) em danos e outras cobranças, além da publicação de um resumo de qualquer decisão judicial sobre o caso em sua primeira página.

A representante, que falou sob condição de anonimato por não estar autorizada a falar sobre a questão, rejeitou fazer mais comentários. Hollande afirmou que sua "indignação é total" com a matéria, mas evitou dizer se entraria com um processo ou não.

Dia 14: Presidente da França pede privacidade sobre vida pessoal

O tabloide semanal publicou no dia 10 sete páginas de revelações e fotos sobre o suposto caso de Hollande com Gayet, uma estabelecida atriz de televisão e cinema de 41 anos que contracenou em mais de 50 filmes. Ela também já apareceu em um dos anúncios de campanha televisivos de Hollande.

Rumores da suposta relação circulam há meses na internet. Em março, a atriz apresentou uma queixa a promotores em Paris contra vários blogueiros e sites que vinham espalhando os rumores. À época, seu advogado disse que não havia base para as alegações.

Valérie Trierweiler: Primeira-dama francesa é hospitalizada

AP
François Hollande beija sua companheira, Valérie Trierweiler, logo após sua vitória em eleição presidencial (6/5/2012)

Hollande nunca se casou. Atualmente sua companheira oficial é Valérie Trierweiler, uma jornalista pela qual ele deixou Ségolène Royal, a mãe de seus quatro filhos. Ao comentar o caso da Closer, Hollande afirmou à France Presse que ele, "assim como qualquer outro cidadão, tem direito à privacidade".

As revelações mergulharam a presidência em uma crise em que Valérie foi levada ao hospital na sexta-feira (10) porque precisava de um "descanso", segundo seu porta-voz.

A edição impresa da revista mostra fotos que, diz, apoiam rumores de que o presidente de 59 anos passa rotineiramente noites com Gayet em um apartamento não distante do Palácio do Eliseu. As fotos supostamente mostram o par chegando separadamente ao local. Um homem com capacete, que a revista identifica como sendo Hollande, chega em uma moto dirigida por um chofer.

Segundo a revista, os seguranças do presidente chegaram na manhã seguinte para entregar croissants.

*Com AP e BBC

Leia tudo sobre: françahollandejulie gayetvalérie trierweiler

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas