Ataques em mercados lotados e funeral deixam ao menos 44 mortos; braço da Al-Qaeda controla duas cidades

Uma onda de explosões em todo o Iraque tendo como alvo mercados lotados e um funeral deixou ao menos 44 mortos nesta quarta-feia, disseram autoridades, enquanto o país continua sendo atingido pela violência depois que militantes vinculados à rede terrorista Al-Qaeda tomaram o controle de duas cidades na Província de Anbar , no oeste do país.

Conheça a home do Último Segundo

Funcionários da prefeitura de Bagdá limpam enquanto civis inspecionam local de ataque com carro-bomba no centro de Bagdá
AP
Funcionários da prefeitura de Bagdá limpam enquanto civis inspecionam local de ataque com carro-bomba no centro de Bagdá

Cronologia: Os fatos mais marcantes da guerra do Iraque

Não houve nenhuma reivindicação imediata de responsabilidade pelos ataques. Grupos insurgentes, principalmente o braço local da Al-Qaeda e outros militantes sunitas, têm civis frequentemente como alvo em cafés e áreas públicas, assim como xiitas e membros das forças de segurança iraquianas, em uma tentativa de minar a confiança no governo de liderança xiita e desatar tensões sectárias.

O ataque mais mortífero atingiu um funeral na cidade de Buhriz, a cerca de 60 km a norte de Bagdá. O funeral era para uma combatente sunita contrário à Al-Qaeda que morreu de causas naturais há dois dias. Os outros ataques aconteceram na capital iraquiana, Bagdá.

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.