Acidentes de trânsito são principal causa de mortalidade. Previsão é que fique ainda mais frio no fim de semana

A nevasca que atinge a região nordeste dos Estados Unidos com forte intensidade já provocou pelo menos 15 mortes, a maioria em acidentes de trânsito. De Minnesota ao Maine, a neve está prejudicando o dia a dia dos americanos. A previsão é de que o final de semana será ainda mais frio.

Conheça a home do Último Segundo

Em Boston, há quase um metro de neve acumulada nas ruas e a ordem das autoridades é que as pessoas evitem sair de casa. Em Connecticut, só nesta sexta-feira (3) a polícia registrou mais de 224 acidentes - com a neve, as pistas ficam escorregadias e batidas são comuns.

O Estado de Illinois, onde fica Chicago, disponibilizou mais de 100 centros de aquecimento para ajudar a população a economizar com calefação no horário diurno. Em Nova York, a prefeitura fez uma força-tarefa para proteger os inúmeros sem-teto da cidade. O Departamento de Serviços para Desabrigados de Nova York entrou em "código azul", dobrando o número de vans patrulhando as ruas em busca de pessoas que necessitem abrigo e acelerando o processo de ingresso desses cidadãos nos albergues.

Em boa parte do país, os norte-americanos foram às ruas para tentar abrir caminhos e remover seus carros. A nevasca ainda obrigou o cancelamento de milhares de voos e fechou escolas e edifícios do governo.

Grandes cidades foram atingidas, de Washington a Portland, no estado de Maine. A ilha de Manhattan, em Nova York, acumulou 15 centímetros de neve, e regiões do bairro de Queens chegaram a mais de 26 centímetros.

Embora veículos especiais tenham facilitado o trabalho para liberar ruas e trilhas, autoridades alertaram os habitantes de que um frio incomum deve varrer o Meio-Oeste e o Nordeste do país.

A cidade de Embarrass, no estado de Minnesota, registrou 38 graus Celsius negativos, a menor temperatura nos EUA fora do Alaska na sexta-feira, de acordo com o Serviço Nacional de Meteorologia.

"As temperaturas hoje e amanhã devem ficar extremamente baixas, e perigosas também", disse o governador de Massachusetts, Deval Patrick. "São condições perigosas."

A previsão de mínima para a madrugada em Boston era de 20 graus negativos, e em Nova York, de 16 graus negativos.

Washington foi atingida por mais de 5 centímetros de neve, menos do que Filadélfia (13 cm) e Hartford (18 cm).

Aeroportos em toda a região da Nova Inglaterra alertaram os passageiros que esperem atrasos, enquanto autoridades liberam voos que aguardam há mais tempo.

"Agora temos nossas quatro pistas e pistas de taxiamento liberadas", afirmou Ed Freni, diretor de aviação do Aeroporto Internacional de Logan, em Boston. "Voltaremos às operações normais até amanhã."

*Com agências internacionais

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.