Três partidas de SP previstas para quinta à noite atrasaram. Governadores de Nova York e Nova Jersey declararam estado de emergência por conta da tempestade de neve

Uma nevasca que atingiu os Estados Unidos na quinta-feira (2) provocou cancelamento de cerca de 1,7 mil voos no país e atrasou outros 4 mil, de acordo com o jornal O Estado de S.Paulo. Os aeroportos mais afetados foram o O'Hare (Chicago) e o Liberty (Newark, perto de Nova York), segundo o site Flight Aware, que monitora voos. No Brasil, três voos para Nova York que partiriam na noite de quinta do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, sofreram atrasos, de acordo com a concessionária GRU Airport.

Conheça a home do Último Segundo

O voo 472 da Delta Airlines previsto para decolar às 22h20 de quinta, saiu às 2h10 desta sexta. A partida 950 da American Airlines, marcada para as 23h05, deixou o aeroporto às 2h20 e o voo 8080 da TAM que sairia às 22h55, seguiu às 6h39 desta sexta.

Um voo da TAM que partiria do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, às 22h53 só decolou às 6h12 desta sexta. A TAM afirma que estão mantidos os dois voos com destino a Nova York, previstos para esta noite - um do Galeão e um de Guarulhos.

Na sexta-feira, já havia mais de mil voos cancelados e 150 atrasados nos EUA. Os três principais aeroportos da Grande Nova York se preparam para acomodar passageiros retidos.

Tempestade

A primeira grande tempestade de inverno em 2014 levou muito frio e vento numa faixa que ia do baixo vale do Mississippi à costa atlântica, com quase 60 centímetros de neve caindo em algumas áreas de Massachusetts.

Esta manhã, uma camada de 60 centímetros de neve cobria as ruas de Nova York e de Boston, segundo o periódico britânico The Guardian. Escolas fecharam em Nova York e estradas na região nordeste do país foram bloqueadas à noite.

Assista ao vídeo com imagens da nevasca:

Segundo as previsões meteorológicas, em Nova York a temperatura deve baixar na noite de sexta-feira para sábado até os 13 graus Celsius (°C) negativos, mas a sensação térmica será de 23 °C negativos, por causa do vento. A neve deverá atingir uma altura de até 20 centímetros. Nova York, Nova Jersey, Pensilvânia e parte da Nova Inglaterra estão sob alerta de tempestade de inverno, que vigora até o meio-dia desta sexta-feira.

A tempestade de neve em Nova York é o primeiro teste para o novo prefeito, Bill de Blasio, que assumiu suas funções na quarta-feira. "Esta é a primeira de muitas vezes que eu direi: ‘Por favor, fiquem em casa. Não fiquem nos seus carros. Se vocês não precisarem sair, por favor não saiam'", disse De Blasio após a sua primeira reunião de gestão de emergências.

Em Boston, onde a neve também caiu abundantemente nessa quinta-feira, o termômetro deve descer até os 21 °C negativos. Para esta sexta-feira, o presidente da Câmara de Boston, Thomas Menino, ordenou o fechamento das escolas públicas. O aeroporto internacional Logan informou que até um quarto dos voos programados foram cancelados na tarde e noite de quinta-feira.

O governador do estado de Nova Jersey, Chris Christie, declarou estado de emergência, assim como o governador Andrew Cuomo, no estado de Nova York, que anunciou ainda o fechamento de três vias rápidas, incluindo a de Long Island, onde foi emitido um aviso de neve. O governador de Nova York ativou também o Centro Estadual de Operações de Emergência devido ao mau tempo.

A tempestade de neve afeta uma região com cerca de 100 milhões de habitantes.

*Com informações da Agência Brasil e Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.