Atentado com granada na costa do Quênia fere dez pessoas

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

O ataque foi à uma casa noturna próxima à cidade de Mombaça, na região costeira do país. A polícia suspeita da ação de grupos somalis ligados à Al Quaeda

Um ataque com granada em uma popular casa noturna próximo a região costeira de Mombaça, no Quênia, feriu ao menos dez pessoas nas primeiras horas desta quinta-feira, segundo a polícia.

O incidente aconteceu por volta das 03h30 da manhã, no horário local, em uma boate frequentada por turistas em Diani, localidade distante 25km de Mombaça. O ataque foi semelhante a outros ocorridos em 2012 e 2013 que foram atribuídos a militantes somalis.

“O clube estava lotado com turistas que vieram comemorar o réveillon. Três pessoas surgiram do outro lado da estrada e atiraram uma granada na boate. O artefato explodiu ferindo dez pessoas. Os criminosos fugiram em uma moto”, disse Jack Ekakuro, chefe da polícia local, aos jornalistas.

“Não pode ser nada além de um ataque terrorista. Uma granada não é uma espiga de milho que qualquer garoto pode arranjar e jogar por aí à toa”.

Ekakuro não informou quem seria responsável pelo ataque, mas o governo, no passado, culpou insurgentes da Al Shabaab da Somália ligados à Al Qaeda. A Al Shabaad reivindica a retirada das tropas quenianas que se juntaram às forças de paz africanas na luta contra o grupo na Somália.

A costa do Quênia é dependente do turismo e tem sido assolada por ataques atribuídos a militantes islâmicos e seus simpatizantes.

Em setembro, homens armados da Al Shabbad atacaram um shopping em Nairobi, matando ao menos 67 civis no pior ataque que o país sofreu desde 1998, quando a embaixada americana foi bombardeada, matando mais de 200 pessoas.

Com informações da agência Reuters

Leia tudo sobre: MombasaQuêniaataque terrorista

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas